Vorapaxar

29.03.2012

Os resultados do estudo TRA 2.° P TIMI-50, anunciados nas Sessões Científicas do American College of Cardiology (ACC), que decorreram em Chicago de 24 a 27 do passado mês de Março, sugerem que o novo antiagregante plaquetário vorapaxar, da Merck, é benéfico em doentes selecionados em prevenção secundária. Os que mais aproveitaram foram aqueles com enfarte do miocárdio prévio sem história de AVC ou AIT e com menos de 60 kg. O estudo foi conduzido em doentes estáveis com aterosclerose tratados durante um ano ou mais, sendo o fármaco associado à terapêutica-padrão.
O vorapaxar, que bloqueia o receptor activado da protease (PAR-1) da plaqueta, reduziu o endpoint primário isquémico do estudo (morte de causa cardiovascular, enfarte do miocárdio e AVC) em 20%, mas à custa de aumento da hemorragia, incluindo a intracraniana.
De acordo com o Prof. David Morrow (Brigham and Women's Hospital, Boston, EUA), investigador principal do estudo, o vorapaxar não é opção para doentes com história de AVC ou AIT, e também não parece adequado para doentes com peso inferior a 60 kg. «Estes doentes têm um risco mais elevado de hemorragia», disse ao heartwire.

TEMPO MEDICINA T.MÉDICA de 2012.03.26
1213ANT5F412JPO13G

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Cuidados continuados com melhor resposta em 2018

Em 2018 registou-se um reforço no número de lugares de internamento nos cuidados continuados, com um...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Luís Filipe Macedo é o novo diretor do Programa para as Doenças Cérebro-ca...

Luís Filipe Macedo, assistente hospitalar graduado sénior em Cardiologia do Centro Hospitalar Univer...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Entregues galardões das 63.ª edição dos Prémios Pfizer

Os avanços nas áreas do autismo e do cancro da mama foram distinguidos na 63.ª edição dos Prémios Pf...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Ordem e sindicatos contra obrigatoriedade da permanência no setor público

O tema não é novo. No Programa do Governo já estava inscrita a «adoção de novos modelos de organizaç...

15.11.2019

Existem enormes disparidades na disponibilização dos fármacos inovadores

Há hospitais portugueses que chegam a demorar até quatro meses a disponibilizar medicamentos inovado...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Lítio pode reverter os danos da radiação após o tratamento de tumores cere...

É sabido que as crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem vir a desenvolver p...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Apifarma celebra 80 anos com a presença da ministra da Saúde

As associações Alzheimer Portugal, de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e Suas Famílias, de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

«A maior urgência do país não pode fechar», diz bastonário

Após uma visita esta quarta-feira ao hospital de Santa Maria, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM)...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.