«Serão desastrosas as consequências» da extinção do Ano Comum

por Teresa Mendes | foto de Arquivo "TM" | 30.07.2015

Carlos Cortes está apreensivo com novo Regulamento do Internato Médico
O presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos (CRCOM), Carlos Cortes, «discorda frontalmente da extinção do Ano Comum em 2017/2018 e antevê com apreensão a perda de qualidade da formação médica caso se venha a concretizar uma medida tão imponderada».

«Serão desastrosas as consequências de tal medida sobre a formação, descurando a preparação técnica dos médicos especialistas, os cuidados de saúde prestados aos doentes», considera Carlos Cortes num comunicado à Imprensa.

Carlos Cortes «discorda frontalmente da extinção do Ano Comum em 2017/2018 e antevê com apreensão a perda de qualidade da formação médica caso se venha a concretizar uma medida tão imponderada» 

Para o presidente do CRCOM, «não existem atualmente condições para reduzir o tempo de formação nem se vislumbra nenhuma alteração que o permita», acrescentando que «não se pode desligar o Internato Médico do Serviço Nacional de Saúde e do sistema de saúde em geral, ou seja, estamos perante uma decisão tecnicamente irresponsável». Carlos Cortes apela ainda que não seja encurtada a formação a pretexto de suprir a falta de clínicos.

«Os médicos seriam os mais interessados em ter um internato curto, seriam especialistas mais cedo e consequentemente com melhores vencimentos, porém, «nunca o defendemos porque tal seria prejudicial para a qualidade da Medicina e dos Cuidados de Saúde», salienta. Entretanto o Ministério da Saúde publicou ontem, no Diário da República, a portaria que estabelece o novo regulamento do Internato Médico, que entra em vigor no próximo dia 3 de agosto.

15tm31p 
30 de Julho de 2015
1531Pub5f15TM31P


Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.08.2019

Equipas  realizaram 1011 visitas ao domicílio e avaliaram 154 doentes

Desde que entraram em funcionamento, a 3 de junho, as equipas de hospitalização domiciliária das Uni...

por Teresa Mendes | 17.08.2019

Comissão Europeia lança apelo para encontrar especialistas na área de eHeal...

A Comissão Europeia (CE) lançou um apelo à manifestação de interesse no domínio da Saúde, com o obje...

por Teresa Mendes | 17.08.2019

 Médicos têm nova norma sobre diagnóstico e prevenção da carência de vitami...

 A Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Ordem dos Médicos (OM) elaboraram uma nova norma sobre as boas p...

17.08.2019

 Detectados 54 casos de mutilação genital feminina nos primeiros seis meses...

De janeiro a junho deste ano foram detetados 54 casos de mutilação genital feminina, quase tantos co...

por Teresa Mendes | 17.08.2019

«Morte cerebral e estado vegetativo persistente: Conceitos inconfundíveis»

No próximo dia 27 de setembro, pelas 18h30, na sede do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médic...

por Teresa Mendes | 15.08.2019

Dia da FMUL é assinalado no próximo dia 16 de setembro

No próximo dia 16 de setembro, a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) comemora o 7...

por Teresa Mendes | 13.08.2019

 Cerca de 1200 médicos podem ficar sem acesso à especialidade este ano

 A Associação de Médicos pela Formação Especializada (AMPFE) estima que este ano, o número de médico...

por Teresa Mendes | 13.08.2019

 Dívida dos hospitais aos laboratórios em rota ascendente

 A dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) à indústria farmacêutica prossegue a sua...

por Teresa Mendes | 12.08.2019

Francisco Ramos propõe cortes nas deduções fiscais para financiar o SNS

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde propõe a redução das deduções no IRS como forma de financi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.