Falta de equipas em São José já causou cinco mortes

foto de "DR" | 24.12.2015

Desde abril de 2014 que não há equipa de neurocirurgia por indisponibilidade dos enfermeiros 
Segundo o jornal Expresso, desde abril de 2014, altura em que foi tomada a decisão de não ter equipas de neurocirurgia vascular de prontidão ao fim de semana no Hospital de S. José, morreram, para além de David Duarte, mais quatro doentes com ruturas de aneurisma.

Uma fonte do hospital, citada pelo jornal, conta que os casos não tiveram tanta visibilidade como o do jovem, de 29 anos, que faleceu por falta de assistência no passado da 14.

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.05.2019

Apenas um quarto dos médicos consegue conciliar carreira com vida familiar

A grande maioria dos médicos que trabalha no Serviço Nacional de Saúde (73%) não consegue conciliar...

22.05.2019

 Infarmed conclui processos de financiamento para 22 novos fármacos

 A conclusão de processos de financiamento relativos a novos medicamentos (novas substâncias ativas...

22.05.2019

Fundadores do Observatório de Saúde António Arnaut  defendem transparência

O coordenador do Observatório de Saúde António Arnaut (OSAA) defendeu esta terça-feira, em Coimbra,...

por Teresa Mendes | 22.05.2019

 Encargos com as PPP da saúde aumentaram quase 30%

Os encargos líquidos com parcerias público-privadas (PPP) subiram 5% nos primeiros seis meses de 201...

por Teresa Mendes | 21.05.2019

Taxas de cesariana e de mortalidade materna e perinatal são os temas mais p...

Diogo Ayres de Campos, diretor do Serviço de Obstetrícia do Hospital de Santa Maria (Centro Hospital...

21.05.2019

Porto quer ser «Cidade Sem Sida» até 2020

 A Câmara Municipal do Porto e 22 instituições assinaram esta segunda-feira, dia 20 de maio, o proto...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.