Best Medical Opinion a crescer

01.04.2016

Segundas opiniões médicas com base documental
A Best Medical Opinion (BMOp), empresa especializada em emissão de segundas opiniões médicas com base documental e em avaliações periciais, registou, em 2015, relativamente a 2014, um aumento de cerca de 70% (mais 68 pedidos) no número de processos analisados, referentes a eventos clínicos, danos corporais, saúde mental e óbitos, o que representa quase o dobro dos processos avaliados no ano anterior, de acordo com a empresa.

Este crescimento, acrescenta, está em linha com a média registada ao longo de seis anos que a BMOp leva de vida.
 
Uma novidade, salientada no comunicado à Imprensa, é que a maioria dos processos foi desencadeada por advogados, como representantes legais dos clientes, o que, segundo Meira e Cruz, diretor da empresa, se prende com o facto de «a advocacia estar cada vez mais consciente da necessidade de suportar um caso, em tribunal, com avaliações isentas, rigorosas e de qualidade como as que a BMOp assegura».

E sublinha:
«A maioria dos processos acaba, nos tribunais, com decisões muito próximas ou mesmo iguais à avaliação da BMOp». 

16JPO13A
1613Pub6f16JPO13A

E AINDA

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Ordens dos Médicos e dos enfermeiros apreensivas com mudança de ministro

Numa reação à substituição de Adalberto Campos Fernandes por Marta Temido na pasta da Saúde, o basto...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

 Abertas as candidatura aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biom...

Estão abertas as candidaturas aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biomédica», uma iniciat...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Programa ajuda médicos e população a tomar decisões criteriosas em saúde

 Os profissionais de saúde e a população portuguesa já podem contar com o programa «Choosing Wisely...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Doentes críticos em risco no Hospital Fernando Fonseca 

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para a «situação de carência extrema de médicos no...

13.10.2018

Mais de metade dos portugueses sem acesso à Reumatologia nos hospitais públ...

Mais de metade dos portugueses (51,8%) não tem acesso a reumatologista nos hospitais públicos, exist...

por Teresa Mendes | 13.10.2018

Dívida dos hospitais às farmacêuticas atinge o valor mais alto de 2018

A dívida total dos hospitais públicos aos laboratórios farmacêuticos atingiu em agosto o valor mais...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.