MSD apresenta novos dados da terapêutica Keytruda® na Reunião Anual da American Association for Cancer Research

foto de "DR" | 21.06.2016

Em monoterapia e em combinação terapêutica em diversos tipos de cancro
A MSD anunciou, na Reunião Anual da American Association for Cancer Research (AACR), que decorreu em abril nos Estados Unidos, novos dados relativos à utilização de Keytruda® (pembrolizumab), a terapêutica anti-PD-1 da companhia, em diversos tipos de cancro, tanto em monoterapia como em combinação com outras terapêuticas. 

«Os dados apresentados à AACR reforçam o nosso compromisso em estudar os efeitos da terapêutica com pembrolizumab em diversos tipos de tumor e num conjunto diverso de circunstâncias de modo a desvendar todo o seu potencial para melhorar o controlo da doença a longo-prazo e aumentar a sobrevivência dos doentes oncológicos.

Enquanto líder em Imuno-Oncologia, a MSD continua a acelerar e expandir o seu programa de desenvolvimento clínico com o objetivo de fornecer aos profissionais de saúde os dados necessários para compreender o papel do pembrolizumab numa grande quantidade de cancros», afirma Eric Rubin, vice-presidente e responsável pela Área Terapêutica de Desenvolvimento Oncológico em Fase Precoce nos Laboratórios de Investigação MSD.

De acordo com um press release da companhia, «o programa de investigação clínica do Keytruda® inclui hoje mais de 250 ensaios clínicos em mais de 30 tipos diferentes de tumores, incluindo mais de 100 ensaios clínicos que combinam pembrolizumab com outras terapêuticas».

Para além disso, destaca o comunicado, «mais de 30 ensaios realizados para obtenção do registo que avaliam o potencial de pembrolizumab, em monoterapia e combinação, estão atualmente a recrutar doentes com cancro da bexiga, mama, coloretal, esófago, gástrico, cabeça e pescoço, linfoma de Hodgkin, melanoma, mieloma múltiplo, carcinoma do pulmão de células não pequenas, entre outros, com mais ensaios planeados para outros tipos de cancro».

A MSD anunciou, na Reunião Anual da American Association for Cancer Research (AACR), novos dados relativos à utilização de Keytruda® (pembrolizumab), a terapêutica anti-PD-1 da companhia, em diversos tipos de cancro, tanto em monoterapia como em combinação com outras terapêuticas 

Muitos destes ensaios «estão a ser comparticipados pelo National Cancer Institute dos Estados Unidos da América, através de um acordo de investigação e desenvolvimento cooperativo com a MSD».

16tm25f
21 de Junho de 2016
1625Pub3f16tm25F

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 1.ª Edição Hot Topics em Hepatologia

Vai decorrer, no dia 11 de outubro, na Ordem dos Médicos, em Vila Real, a 1.ª edição dos Hot Topics...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Pela primeira vez em seis meses, a dívida à Indústria Farmacêutica diminuiu

Pela primeira vez em seis meses, o valor da dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Ordem celebra 80 anos com coleção de fac-similadas de autores médicos

 A Ordem dos Médicos (OM) convida todos os profissionais a vir conhecer, na próxima segunda-feira, d...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Literacia em Saúde: DGS lança Manual para capacitação dos profissionais

No âmbito do Plano de Ação para a Literacia em Saúde 2019/2012, a Direção-Geral da Saúde (DGS) lanço...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Demitem-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta

Demitiram-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, segundo a Socie...

por Teresa Mendes | 12.09.2019

 SPP recomenda aos médicos que reportem os casos suspeitos em Portugal

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) recomenda aos médicos que passem a comunicar os casos de...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.