Pembrolizumab melhora significativamente a SG em comparação com quimioterapia 

19.12.2016

Doentes com cancro avançado da bexiga previamente tratados
A MSD anuncia os resultados do estudo pivotal KEYNOTE-045 que estuda a utilização de pembrolizumab, a terapêutica anti-PD-1 da companhia, em doentes com cancro avançado da bexiga (urotelial) previamente tratados com quimioterapia contendo platina.
 
Conforme anunciado anteriormente, pembrolizumab foi superior à quimioterapia de escolha do investigador para o endpoint primário de sobrevivência global (SG) neste estudo de fase 3, que foi interrompido precocemente. 

Especificamente, «houve uma redução de 27% no risco de morte em doentes tratados com pembrolizumab em comparação com quimioterapia (SG, HR = 0,73, valor de p: 0,0022)», revela um comunicado da MSD.

De acordo com os dados apresentados recentemente na 31.ª Reunião Anual da Sociedade de Imunoterapia do Cancro, «a melhor sobrevivência global para doentes que recebem pembrolizumab neste ensaio é clinicamente significativa e poderá ter impacto na forma como os médicos consideram tratar doentes com cancro urotelial avançado tratados previamente», afirma Roger Dansey, vice-presidente sénior de Desenvolvimento Clínico Global Oncologia da MSD.

«Houve uma redução de 27% no risco de morte em doentes tratados com pembrolizumab em comparação com quimioterapia (SG, HR = 0,73, valor de p: 0,0022)», revela um comunicado da MSD 

«Estes dados somam-se ao crescente corpo de provas do nosso programa de desenvolvimento clínico para pembrolizumab numa série de cancros, incluindo o cancro urotelial avançado», sublinha ainda o responsável.

16tm51e
19 de Dezembro de 2016
1651Pub2f16tm51E

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.