Os administradores também vivem dificuldades na relação com os fornecedores

foto de "DR" | 12.05.2017

Presidente da APAH ouvido na CPS sobre as dívidas do setor
O presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), avisou os deputados da Comissão Parlamentar de Saúde (CPS) que o investimento no Serviço Nacional da Saúde (SNS) está em queda desde 2009, facto que, de acordo com Alexandre Lourenço, «coloca em causa a prestação de cuidados de saúde».

Numa audição esta quinta-feira, a requerimento do PSD, sobre o significativo aumento do montante das dívidas aos fornecedores de bens e serviços do Serviço Nacional da Saúde (SNS), o responsável alertou que esta diminuição do investimento «põe em causa a prestação de cuidados do sistema e a captação dos melhores recursos humanos do setor».

Sobre a questão das dívidas do setor, Alexandre Lourenço afirmou que a dívida se encontra estabilizada em relação aos anos anteriores e recordou que, em 2011, o SNS conseguiu um momento total de rotura com uma dívida a fornecedores muito perto dos 3.000 milhões de euros, tendo sido necessárias várias injeções de financiamento.

O presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), avisou os deputados da Comissão Parlamentar de Saúde (CPS) que o investimento no Serviço Nacional da Saúde (SNS) está em queda desde 2009, facto que, de acordo com Alexandre Lourenço, «coloca em causa a prestação de cuidados de saúde» 

O presidente da APAH salientou igualmente que a maior parte das empresas que fornecem o SNS são Pequenas e Médias Empresas (PME) e que as dívidas põem em causa a sua «trajetória de sustentabilidade».

«A situação merece um acompanhamento profundo. Não é uma situação confortável para nenhuma das partes. Os administradores também vivem dificuldades na relação com os fornecedores sobre esta dívida», sublinhou o responsável.

17tm20Q
12 de Maio de 2017
1720Pub6f17tm20Q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Número de pessoas que morre sem cuidados paliativos pode duplicar em 2060

 O número de pessoas que morre sem acesso a cuidados paliativos pode duplicar em 2060.<br /> Segund...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Unidades de saúde mental forense não prisionais vão ter equipa clínica mult...

As unidades de saúde mental forense não prisionais vão passar a ter formalmente uma equipa clínica m...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Ordem cria Gabinete Nacional de Apoio ao Médico

Os médicos em burnout podem recorrer, a partir de hoje, dia 24 de maio, a um gabinete de apoio criad...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Palco será dado a quem vive a realidade da dor crónica de perto

O próximo dia 31 de maio será um dia de reflexão, onde o palco será dado a quem vive a realidade da...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

O  ciclo de vida do medicamento explicado aos jovens

O Infarmed produziu um vídeo dirigido aos jovens, onde explica as etapas do ciclo de vida do medicam...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Governo vai impulsionar criação de USF em contextos complexos 

O Governo está determinado a apoiar e impulsionar a criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) em c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.