Enfermeiros especialistas: Ministério promete mudar a posição remuneratória na grelha salarial 

foto de "DR" | 06.07.2017

Medida terá cabimento orçamental em 2018

 
O pagamento do trabalho diferenciado dos enfermeiros especialistas deverá ser feito pela mudança de posição remuneratória na grelha salarial a partir de 2018, disse José Carlos Martins, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), nesta terça-feira, após reunião negocial realizada ontem no Ministério da Saúde.

Segundo o dirigente sindical, a questão do pagamento dos enfermeiros especialistas – que motiva um protesto iniciado na segunda-feira por estes profissionais – foi abordado na reunião e, «embora não totalmente encerrado, já obteve algumas conclusões».

O Ministério da Saúde e o SEP concordaram que o pagamento da diferenciação destes profissionais será feito «pela mudança de posição remuneratória na grelha salarial». Tal como acordado anteriormente, a medida terá cabimento orçamental para 2018.

Na reunião ficou ainda decidido que os conselhos de administração dos hospitais vão ter que pagar todas as horas extraordinárias em dívida aos enfermeiros até ao final do ano e devem tomar medidas para que estes valores não voltem a acumular-se.
Aliás, segundo José Carlos Martins, a 31 de dezembro de 2016 o valor da dívida era superior a 700 mil euros.

Recorde-se que desde segunda-feira que os enfermeiros especializados se recusam a prestar cuidados diferenciados, como protesto contra o não pagamento desta especialização.

O Ministério da Saúde e o SEP concordaram que o pagamento da diferenciação destes profissionais será feito «pela mudança de posição remuneratória na grelha salarial»

Apesar deste anúncio do SEP, o protesto dos enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia vai continuar.
Nuno Reis, representante deste movimento, diz desconhecer a disponibilidade do governo, pelo que «o protesto vai manter-se».

17tm28N
06 de Julho de 2017
1728Pub5f17tm28N

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

18.09.2017

Luís Nunes é o novo diretor clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Central

Luís Nunes é o novo diretor clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC), substituindo Antó...

18.09.2017

Esperança média de vida aumenta mais do que o esperado em Portugal

<br /> Portugal é um dos países que mais aumentaram a esperança média de vida, mais até do que seri...

18.09.2017

Cancro de cabeça e pescoço: Mais de 50% dos doentes são diagnosticados tard...

Começa hoje, dia 18 de setembro, a 5.ª Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço,...

18.09.2017

OM convoca reuniões gerais de médicos em todo o país

É já amanhã, dia 19, pelas 21h00, no Conselho Regional do Sul, em Lisboa, a primeira das reuniões ge...

15.09.2017

Hospitais CUF vão ter novas idoneidades formativas

A José de Mello Saúde (JMS) tem em curso «novos pedidos de idoneidade formativa dos hospitais CUF, e...

15.09.2017

Hospital de São João faz reconstrução inovadora em Portugal

Uma equipa de cirurgiões plásticos do Serviço de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética do Hosp...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.