Avança projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde» em 9 hospitais

por Teresa Mendes | 25.07.2017

Objetivo é aumentar a participação dos doentes e familiares
Vai avançar em 9 hospitais portugueses, durante um período experimental de dois anos, o projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde».

O objetivo é «aumentar a participação dos doentes, dos seus familiares e/ou cuidadores na melhoria da qualidade e segurança da prestação de cuidados de saúde», bem como a literacia dos pacientes.

Num despacho publicado hoje no Diário da República, o Governo informa que vão participar neste projeto o Instituto Português de Oncologia do Porto, a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, o Centro Hospitalar Tondela-Viseu, a ULS de Castelo Branco, o Centro Hospitalar de Leiria, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, o Centro Hospitalar Lisboa Norte, o Centro Hospitalar de Lisboa Central e a ULS do Norte Alentejano.

As Ligas de Amigos e as Associações de Doentes destas unidades de saúde serão, junto das Comissões da Qualidade e Segurança, «dinamizadores locais» da implementação deste projeto-piloto e «intervenientes ativos na execução dos planos anuais de atividades das Comissões da Qualidade e Segurança». 

As áreas prioritárias em foco serão a «Promoção da higiene das mãos», «Segurança cirúrgica», «Segurança na utilização da medicação», «Prevenção de quedas», «Prevenção de úlceras de pressão», «Prevenção de infeções e de resistência aos antibióticos».

Vai avançar em 9 hospitais portugueses, durante um período experimental de dois anos, o projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde» 

A coordenação da execução e a sua avaliação deste programa é da responsabilidade da Direção-Geral da Saúde, entidade que tem de fazer chegar ao gabinete do secretário de Estado da Saúde, um diagnóstico de avaliação da cultura interna de segurança das unidades selecionas em dezembro deste ano.

O despacho pode ser consultado aqui

17tm31G
25 de Julho de 2017
1731Pub3f17tm31G

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.09.2019

 Melhoria do SNS «cabe a todos»

Melhorar a qualidade de acesso, motivar os profissionais e aumentar a sua produtividade e reforçar o...

18.09.2019

Falta de medicamentos: Doentes alertam para «realidade assustadora»

Setenta associações de doentes enviaram uma carta ao Infarmed a alertar para a «realidade assustador...

por Teresa Mendes | 18.09.2019

 Curso de Atualização em Medicina Interna 2019 decorre de 18 a 23 de novemb...

Estão abertas as inscrições para o 2.º Curso de Atualização em Medicina Interna 2019, uma iniciativa...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Cancro de cabeça e pescoço mata três portugueses por dia

A Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço arrancou esta segunda-feira em Lisboa....

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Pelo menos 5 pessoas morrem a cada minuto devido a erros clínicos

No dia em que celebra o primeiro Dia Mundial para a Segurança do Doente (17 de setembro), a Organiza...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.