Avança projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde» em 9 hospitais

por Teresa Mendes | 25.07.2017

Objetivo é aumentar a participação dos doentes e familiares
Vai avançar em 9 hospitais portugueses, durante um período experimental de dois anos, o projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde».

O objetivo é «aumentar a participação dos doentes, dos seus familiares e/ou cuidadores na melhoria da qualidade e segurança da prestação de cuidados de saúde», bem como a literacia dos pacientes.

Num despacho publicado hoje no Diário da República, o Governo informa que vão participar neste projeto o Instituto Português de Oncologia do Porto, a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, o Centro Hospitalar Tondela-Viseu, a ULS de Castelo Branco, o Centro Hospitalar de Leiria, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, o Centro Hospitalar Lisboa Norte, o Centro Hospitalar de Lisboa Central e a ULS do Norte Alentejano.

As Ligas de Amigos e as Associações de Doentes destas unidades de saúde serão, junto das Comissões da Qualidade e Segurança, «dinamizadores locais» da implementação deste projeto-piloto e «intervenientes ativos na execução dos planos anuais de atividades das Comissões da Qualidade e Segurança». 

As áreas prioritárias em foco serão a «Promoção da higiene das mãos», «Segurança cirúrgica», «Segurança na utilização da medicação», «Prevenção de quedas», «Prevenção de úlceras de pressão», «Prevenção de infeções e de resistência aos antibióticos».

Vai avançar em 9 hospitais portugueses, durante um período experimental de dois anos, o projeto-piloto «Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde» 

A coordenação da execução e a sua avaliação deste programa é da responsabilidade da Direção-Geral da Saúde, entidade que tem de fazer chegar ao gabinete do secretário de Estado da Saúde, um diagnóstico de avaliação da cultura interna de segurança das unidades selecionas em dezembro deste ano.

O despacho pode ser consultado aqui

17tm31G
25 de Julho de 2017
1731Pub3f17tm31G

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.04.2019

Pneumonia: Mais de 50% dos doentes de risco não são aconselhados a vacinar-...

A pneumonia mata, em média, 23 pessoas por dia nos hospitais portugueses, mais do dobro da média eur...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

Ministério da Saúde pede sindicância à Ordem dos Enfermeiros

A ministra da Saúde, Marta Temido, pediu à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) para realiz...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

 «Suspeição intolerável» 

 A ministra da Saúde, Marta Temido, considera uma «suspeição intolerável» do bastonário da Ordem dos...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

 SESARAM continua a não registar assiduidade dos seus trabalhadores

Uma auditoria do Tribunal de Contas (TC) revelou, esta terça-feira, que o Serviço de Saúde da Região...

por Teresa Mendes | 23.04.2019

Encontro internacional debate futuro do envelhecimento<br />  

A Academia Nacional de Medicina de Portugal (ANMP), o Science Advice for Policy by European Academie...

por Teresa Mendes | 23.04.2019

Manifesto da EFPIA reforça os benefícios das vacinas

«Construir uma Europa mais Saudável» é o título do manifesto criado pela Vaccines Europe, o grupo es...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.