UE atribui 35 milhões de euros a novo tratamento para combater o glioblastoma

10.08.2017

Usado novo método NanoTherm
A União Europeia (UE) atribuiu 35 milhões de euros do «Plano Junker» de investimentos ao desenvolvimento de um novo tratamento para pessoas com o cancro no cérebro mais agressivo, o glioblastoma.
O método centra-se na terapêutica local de tumores sólidos, informou o executivo comunitário em conferência de Imprensa.
O Banco Europeu de Investimentos (BEI) e a empresa alemã de dispositivos médicos MagForce assinaram nesta quarta-feira um acordo de financiamento que permitirá à empresa obter apoios até 35 milhões de euros nos próximos três anos, desde que se cumpram objetivos acordados.

A empresa desenvolveu a terapia NanoTherm, que consiste em introduzir nanopartículas magnéticas diretamente num tumor e aquecê-las num campo magnético alternado.

Dependendo da duração do tratamento e das temperaturas alcançadas dentro do tumor, as células tumorais ficam danificadas de maneira irreparável ou sensibilizadas para uma quimioterapia ou radioterapia adicional.

O método permite combater o tumor a partir do seu interior e evita danificar o tecido saudável que o rodeia, precisou a Comissão Europeia, acrescentando que os efeitos secundários são significativamente mais reduzidos do que nos tratamentos convencionais atualmente utilizados.

De acordo com a Comissão já há doentes a serem tratados desta forma com êxito na Alemanha.

O acordo com a empresa alemã foi possível graças ao Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos, o pilar central do Plano de Investimentos para a Europa, conhecido como «Plano Juncker», do presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker.

A terapia NanoTherm consiste em introduzir nanopartículas magnéticas diretamente num tumor e aquecê-las num campo magnético alternado 

«O empréstimo irá melhorar significativamente a nossa situação financeira e ajudar-nos a implementar a terapia NanoTherm em toda a Europa», disse em comunicado o diretor geral da Magforce, Ben Lipps.

17tm33O
10 de Agosto de 2017
1733Pub5f17tm33O

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

23.02.2018

«Mais do que discursos, queremos é ações»

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) anunciou esta quinta-feira, em conferência de Imprensa...

23.02.2018

Estudo divulga os antidepressivos mais e menos eficazes

Colocando um «ponto final» no cetipcismo em torno dos antidepressivos, um estudo liderado pela Unive...

23.02.2018

Criado e-mail para receber denúncias sobre as deficiências do SNS

A Ordem dos Médicos (OM) entregou esta quinta-feira, na Comissão Parlamentar de Saúde (CPS), uma car...

23.02.2018

Quatro canais de televisão unem-se em campanha do Governo sobre riscos do a...

O humorista Herman José, a atriz Joana Solnado e o ator Lourenço Ortigão aceitaram o desafio de part...

por Teresa Mendes | 22.02.2018

Nomeada nova diretora executiva do Plano Nacional da Saúde

Maria de Fátima Quitério, assistente graduada da carreira médica de saúde pública, do mapa de pessoa...

22.02.2018

Processo para abrir concurso para 700 jovens médicos está nas Finanças

Após ter dito em janeiro que os concursos para os mais de 700 médicos recém-especialistas iam ser ab...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.