Lisboa e Vale do Tejo proporcionou quase 20 mil consultas de saúde oral

14.09.2017

Balanço do primeiro ano do projeto-piloto dos Cuidados de Saúde Oral nos CSP
No primeiro ano do projeto-piloto dos Cuidados de Saúde Oral nos Cuidados de Saúde Primários, promovido pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) foram realizadas 19.505 consultas de saúde oral, informa aquele organismo.

A iniciativa integrou 11 centros de saúde, com um total de 12 médicos dentistas a trabalhar.

Num comunicado à Imprensa, a presidente do Conselho Diretivo da ARSLVT, Rosa Valente de Matos, congratula todos os profissionais pelos «resultados muito positivos alcançados neste primeiro ano de atividade». 

«O projeto-piloto, que alargaremos progressivamente a outras unidades da ARSLVT, é um excelente exemplo dos cuidados de proximidade que queremos prestar aos nossos utentes, sobretudo os mais vulneráveis», sublinha a responsável.

Nos primeiros três meses do projeto, até dezembro de 2016, foram abrangidos os doentes portadores de diabetes, neoplasias, patologia cardíaca ou respiratória crónica, insuficiência renal em hemodiálise ou diálise peritoneal e transplantados.
Desde o início deste ano, todos os utentes destes locais passaram a poder ser referenciados para consultas de medicina dentária.

Para o segundo ano de atividade está previsto o alargamento do projeto a mais 12 centros de saúde (CS) da ARSLVT.

No primeiro ano do projeto-piloto dos Cuidados de Saúde Oral nos Cuidados de Saúde Primários, promovido pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo foram realizadas 19.505 consultas de saúde oral

Atualmente, integram a iniciativa Cuidados de Saúde Oral nos Cuidados de Saúde Primários o Agrupamento de Centros de Saúde (Aces) Almada-Seixal (Unidade de Saúde Familiar Monte da Caparica), o Aces Oeste Sul (CS de Mafra-Ericeira e CS da Lourinhã), o Aces Estuário do Tejo (CS de Alenquer, CS de Arruda dos Vinhos, CS da Azambuja), o Aces Lezíria (CS de Rio Maior, CS do Cartaxo e CS de Salvaterra de Magos), o Aces Arco Ribeirinho (CS da Moita) e o Aces Médio Tejo (CS de Fátima).

17tm39N
14 de Setembro de 2017
1739Pub5f17tm39N

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

18.09.2017

Luís Nunes é o novo diretor clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Central

Luís Nunes é o novo diretor clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC), substituindo Antó...

18.09.2017

Esperança média de vida aumenta mais do que o esperado em Portugal

<br /> Portugal é um dos países que mais aumentaram a esperança média de vida, mais até do que seri...

18.09.2017

Cancro de cabeça e pescoço: Mais de 50% dos doentes são diagnosticados tard...

Começa hoje, dia 18 de setembro, a 5.ª Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço,...

18.09.2017

OM convoca reuniões gerais de médicos em todo o país

É já amanhã, dia 19, pelas 21h00, no Conselho Regional do Sul, em Lisboa, a primeira das reuniões ge...

15.09.2017

Hospitais CUF vão ter novas idoneidades formativas

A José de Mello Saúde (JMS) tem em curso «novos pedidos de idoneidade formativa dos hospitais CUF, e...

15.09.2017

Hospital de São João faz reconstrução inovadora em Portugal

Uma equipa de cirurgiões plásticos do Serviço de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética do Hosp...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.