«Dormir e relaxar sem depender de benzodiazepinas»

10.11.2017

Apresentação de campanha de sensibilização no próximo dia 13, em Lisboa
A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, acolhe, no próximo dia 13 de novembro, às 9h00, o simpósio «Dormir e relaxar sem depender de benzodiazepinas (calmantes)», promovido pela Coordenação Nacional da Estratégia do Medicamento e dos Produtos de Saúde, em colaboração com outros 14 departamentos do Ministério da Saúde e as ordens dos Médicos, dos Farmacêuticos e dos Psicólogos. 

Este encontro tem como objetivo lançar uma campanha de sensibilização para alertar profissionais de saúde e cidadãos para a utilização excessiva de benzodiazepinas (BDZ), focando-se em três aspetos principais: Os riscos da utilização de BDZ, a necessidade de suspensão ou redução destes medicamentos ser feita pelo médico assistente, e a existência de alternativas terapêuticas não medicamentosas e medicamentosas para o tratamento da ansiedade e da insónia.

A iniciativa conta com a presença do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, na sessão de abertura.
Um comunicado à Imprensa salienta que «a utilização de BDZ em Portugal tem-se mantido elevada e superior à de outros países, apesar de diversos alertas e recomendações». 

Em 2016, 1,9 milhões de utentes portugueses adquiriram pelo menos uma embalagem de medicamentos destinados sobretudo ao tratamento das perturbações de ansiedade e insónia.
Estes utentes são maioritariamente do género feminino (70 %), nas faixas etárias entre os 55 e os 79 anos (52 % do género feminino).

A região dos Açores é a maior utilizadora destes medicamentos, seguida pelas Administrações Regionais de Saúde (ARS) do Centro e do Norte.

Este encontro tem como objetivo lançar uma campanha de sensibilização para alertar profissionais de saúde e cidadãos para a utilização excessiva de benzodiazepinas (BDZ) 

A ARS do Algarve regista a menor utilização.
Existe evidência e largo consenso das consequências da utilização das BDZ devido aos riscos de dependência, de alterações da memória, de fraturas devidas a quedas e de acidentes de viação.

As inscrições para participação no simpósio podem ser feitas através do seguinte formulário online

17tm47T
10 de Novembro de 2017
1747Pub6f17tm47T

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 19.07.2018

Secretária de Estado da Saúde «lança» projeto Exames Sem Papel

A partir de agosto será feita a massificação da desmaterialização do processo de requisição de meios...

19.07.2018

  Pacotes vão ter menos açúcar em 2020

A partir janeiro de 2020 vão deixar de ser produzidas doses individuais de açúcar que excedam os qua...

por Teresa Mendes | 19.07.2018

Doentes com acesso a canábis medicinal nas farmácias a partir de agosto

A Assembleia da República (AR) publicou esta quarta-feira, a Lei que regula a utilização de medicame...

por Teresa Mendes | 18.07.2018

Doentes paliativos passam a ter direitos consagrados na Lei

As pessoas em contexto de doença avançada e em fim de vida passam a ter direitos consagrados na legi...

por Teresa Mendes | 18.07.2018

«Mudar o Infarmed para o Porto é possível», diz António Araújo

O presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos classificou esta terça-feira de «ego...

por Teresa Mendes | 17.07.2018

Poluição também provoca AVC, alertam especialistas

«Clean Air for Brain Health» é o tema escolhido pela World Federation of Neurology (WFN) para assina...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.