SPMS quer ter visão «On Time» da assiduidade dos profissionais do SNS 

por Teresa Mendes | 14.11.2017

Escalas médicas controladas a partir de abril de 2018
A Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) quer ter uma visão «On Time» da assiduidade dos profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Uma circular normativa, dirigida a todos os serviços e unidades do SNS, vem reforçar o uso obrigatório do registo biométrico.

Dando cumprimento ao despacho do Ministério da Saúde de 25 de outubro, que determina o uso de sistema de registo biométrico como forma de acompanhamento da assiduidade dos trabalhadores, independentemente do regime de vinculação detido, e de uso obrigatório, a SPMS informa que «a comunicação dos registos deverá ocorrer em espaço temporal mínimo, garantindo uma visão “On Time” da assiduidade do SNS», lê-se na circular emitida hoje

O documento salienta que é da responsabilidade dos hospitais «garantir a correta e atempada comunicação da informação nos sistemas operacionais disponibilizados pela SPMS» e que «as entidades têm que comunicar todos os registos de ponto dos trabalhadores diariamente, independentemente do regime de vinculação».

Esta comunicação à SPMS «deve iniciar-se a partir do dia 1 de janeiro de 2018», determinando ainda o organismo que «a inserção diária de listas de registos de ponto deve enviar todos os registos (novos ou alterados) atualizando a BD sempre que tenha havido qualquer modificação ao registo biométrico de cada trabalhador».

A Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) quer ter uma visão «On Time» da assiduidade dos profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Uma circular normativa, dirigida a todos os serviços e unidades do SNS, vem reforçar o uso obrigatório do registo biométrico 

A SPMS comunica ainda que está a ultimar os requisitos necessários à integração das escalas no registo biométrico, que passam a ser de comunicação obrigatória a partir de 1 de abril de 2018. 

Por fim, todos os registos de trabalho desenvolvido, incluindo o que seja realizado a título de trabalho noturno, extraordinário, prevenção ou chamada devem ser comunicados através de Web Services, já disponíveis no Help online do RHV, a partir de 1 de janeiro de 2018.

17tm48F
14 de Novembro de 2017
1748Pub3f17tm48F

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 20.07.2018

Maioria dos médicos manifesta apoio aos chefes demissionários do Hospital d...

São já 157 os médicos da Urgência do Hospital de São José, em Lisboa, que assinaram uma carta em apo...

20.07.2018

Médicos sem especialidade podem vir a reforçar INEM

Os médicos que não conseguiram a especialidade por falta de vaga podem vir a reforçar o Instituto Na...

20.07.2018

Trinta e cinco recém-especialistas da região Centro denunciam contexto insu...

Um grupo de 35 recém-especialistas de Medicina Geral e Familiar (MGF) da região Centro alerta para a...

por Teresa Mendes | 19.07.2018

Secretária de Estado da Saúde «lança» projeto Exames Sem Papel

A partir de agosto será feita a massificação da desmaterialização do processo de requisição de meios...

19.07.2018

  Pacotes vão ter menos açúcar em 2020

A partir janeiro de 2020 vão deixar de ser produzidas doses individuais de açúcar que excedam os qua...

por Teresa Mendes | 19.07.2018

Doentes com acesso a canábis medicinal nas farmácias a partir de agosto

A Assembleia da República (AR) publicou esta quarta-feira, a Lei que regula a utilização de medicame...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.