Portugal subiu para terceiro lugar mundial no número de órgãos doados

foto de "DR" | 19.12.2017

País ocupa sexto lugar no que respeita ao número de transplantes
Portugal subiu uma posição na tabela dos países do mundo com mais dadores de órgãos para transplantação, ocupando agora o terceiro lugar, segundo o relatório sobre transplantes do Conselho da Europa, com dados de 2016. 

Segundo o documento, divulgado pelo DN, o nosso país tem 32,7 dadores falecidos por milhão de habitantes (mais 1,7 do que no ano anterior), apenas ultrapassado pela Espanha (43,8 dadores por milhão de pessoas) e Croácia (39,5).

Quanto ao número de transplantes, apesar de termos subido de 77,2 para 79 doentes transplantados por milhão de habitantes, Portugal ocupa o sexto lugar de uma tabela, que também é liderada por Espanha. 

A principal explicação para esta diferença está relacionada com o facto de termos dadores cada vez mais velhos, o que faz que a qualidade dos órgãos aproveitáveis para transplantação desça. Ao todo, no ano passado foram feitos 864 transplantes, mais 40 do que em 2015.

Portugal subiu uma posição na tabela dos países do mundo com mais dadores de órgãos para transplantação, ocupando agora o terceiro lugar, segundo o relatório sobre transplantes do Conselho da Europa, com dados de 2016 

A coordenadora Nacional de Transplantação, Ana França, sublinhou àquele jornal que, «entre 2008 e 2016, Portugal teve um aumento de 22% na doação», lembrando que, em 2009, «conseguimos mesmo ser o segundo país do mundo a ter 30 dadores por milhão de habitantes».

17tm53G
19 de Dezembro de 2017
1753Pub3f17tm53G

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.