Despacho com injeção de 500 milhões nos capitais estatutários dos hospitais enviado para publicação

por Teresa Mendes | 10.01.2018

Mais de 150 milhões são para as unidades do Norte
Foi enviado para publicação em Diário da República o despacho da Secretaria de Estado do Tesouro que «prevê a alocação de mais de 500 milhões de euros» aos hospitais, dos quais 156 milhões são para as unidades do Norte.

A verba, que será injetada nos capitais estatutários das unidades hospitalares, permitirá «aos conselhos de administração saldarem grande parte da divida, durante anos acumulada», bem como «prestarem mais e melhores cuidados, requalificando e ampliando, em caso de necessidade, instalações e serviços e alocando novos recursos». 

Numa nota enviada à Lusa, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) diz acreditar que «além desta verba será libertado financiamento para os vários projetos que estão em fase de avaliação na região».

Recorde-se que o ministro da Saúde anunciou, em novembro passado, no Parlamento, a injeção de cerca de 1400 milhões de euros nos hospitais para regularizar as dividas e os pagamentos em atraso aos fornecedores do Serviço Nacional de Saúde.

Foi enviado para publicação em Diário da República o despacho da Secretaria de Estado do Tesouro que «prevê a alocação de mais de 500 milhões de euros» aos hospitais, dos quais 156 milhões são para as unidades do Norte 

Nessa altura, Adalberto Campos Fernandes explicou que até 31 de dezembro de 2017 haveria um reforço das transferências para os hospitais de cerca de 400 milhões de euros e um aumento do capital social daquelas unidades em 500 milhões de euros.

Ainda segundo o responsável, em 2018, seria feito um novo reforço do capital social dos hospitais do setor empresarial do Estado de mais 500 milhões de euros.


18tm02L
10 de Janeiro de 2018
1802Pub4f18tm02L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

12.12.2018

 Infarmed disponibiliza relatório anual sobre estatísticas do medicamento

A Autoridade Nacional do Medicamento divulgou esta terça-feira o seu relatório anual «Estatística do...

por Teresa Mendes | 12.12.2018

Conselho das Finanças Públicas alerta para «restrições efetivas no acesso»...

«Considerando que Portugal possui um sistema nacional de saúde com cobertura automática e integral d...

12.12.2018

Ordem dos Médicos pede «exceção» para operar crianças 

A Ordem dos Médicos (OM) defendeu esta terça-feira, no final de uma reunião com os diretores clínico...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Equipa dedicadas nos serviços de Urgência avançam em 2019

O conceito de Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) será estendido aos serviços de Urgência hos...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar qu...

11.12.2018

 Marta Temido defende reflexão profunda para «sair da fase da estagnação»

Passados dez anos sobre a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP), a ministra da Saúde defende...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.