Estado passa a comparticipar novos sensores de glicose em 85%

por Teresa Mendes | foto de "DR" www.deco.proteste.pt | 12.01.2018

Infarmed estima que no primeiro ano seja cerca de 15 mil os beneficiários
Entra hoje em vigor a portaria que estabelece um custo máximo de 53 euros e uma comparticipação de 85% desse valor pelo Estado para os novos sensores para determinação da glicose intersticial, que evitam picadas diárias.

A portaria, assinada pela secretária de Estado da Saúde, Rosa Zorrinho, foi publicada esta quinta-feira no Diário da República, dando continuidade ao que tinha sido anunciado pelo Infarmed em novembro passado.
Segundo os dados da Autoridade Nacional do Medicamento, este novo dispositivo, que será particularmente relevante para as crianças e para os doentes que administram diariamente múltiplas doses de insulina, «vai chegar a 15.000 pessoas no primeiro ano».


Entra hoje em vigor a portaria que estabelece um custo máximo de 53 euros e uma comparticipação de 85% desse valor pelo Estado para os novos sensores para determinação da glicose intersticial, que evitam picadas diárias

A portaria pode ser consultada, aqui
 

18tm02Q
12 de Janeiro de 2018
1802Pub6f18tm02Q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 15.01.2018

Bastonário ameaça retirar idoneidade formativa ao Departamento de Tórax do...

A Ordem dos Médicos anunciou que vai realizar uma auditoria ao Departamento de Tórax do Centro Hospi...

15.01.2018

Enfermeiros com CIT vão ter regras iguais às da Função Pública a partir de...

Os cerca de 11 mil enfermeiros com Contrato Individual de Trabalho (CIT) vão cumprir, a partir de ju...

15.01.2018

Cerca de 200 médicos especialistas já desistiram de esperar por concursos

Pelo menos 200 dos cerca de 700 médicos que concluíram a especialidade em abril e outubro já saíram...

15.01.2018

Infarmed aprovou 60 medicamentos inovadores em 2017

No dia em que se assinala o 25.º aniversário do Infarmed, o organismo informa que, em 2017, aprovou...

12.01.2018

Canábis: Projetos baixam à CPS sem votação

Os projetos de lei para a utilização terapêutica da canábis do BE e do PAN, em discussão esta quinta...

12.01.2018

«Onde está o Wally, senhor primeiro-ministro?»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) critica o primeiro-ministro por não saber qual o número real...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.