«Ou passam todos ou não passa ninguém»

foto de "DR" USF AN | 12.02.2018

USF-AN cria movimento nacional em defesa das USF
 Mais de 100 profissionais das Unidades de Saúde Familiar (USF) da região Norte decidiram iniciar um movimento nacional em defesa das USF. Entre as medidas está a criação de um novo despacho sem quotas. «Ou passam todos ou não passa ninguém», defendem os médicos.

Numa reunião que juntou representantes de mais de 50 unidades na Ordem dos Médicos do Norte, nesta quinta-feira, foi ainda aprovada divulgação, dentro e fora das USF, dos resultados do estudo do impacto das USF da CNCSP; a realização de uma campanha publicitária nacional (outdoor, cartazes, panfletos, autocolantes) «a demonstrarem a mais-valia das USF e a iniquidade criada pelas UCSP».

Estes profissionais decidiram igualmente apoiar a criação de comissões de utentes, de uma petição online para a Assembleia da República e organizar um debate televisivo sobre cuidados de proximidade.

Todas as resoluções serão implementadas até ao 10.º Encontro Nacional das USF, que decorre a 26 de maio. Entretanto, a Associação Nacional das USF tem já agendadas reuniões para o Centro (Coimbra) e Sul (Lisboa), nos dias 15 e 22 de fevereiro, respetivamente.

Mais de 100 profissionais das Unidades de Saúde Familiar (USF) da região Norte decidiram iniciar um movimento nacional em defesa das USF. Entre as medidas está a criação de um novo despacho sem quotas. «Ou passam todos ou não passa ninguém», defendem os médicos 

«Com o apoio confirmado dos cerca de 10 mil profissionais das USF, conjugado com a força dos portugueses e das organizações nacionais, iremos lutar pelo relançamento da reforma dos CSP», salienta a Associação num comunicado.

18tm07C
12 de Fevereiro de 2018
1807Pub2f18tm07C

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

14.08.2018

Centro Hospitalar de Leiria está a trabalhar «no limite»

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), Helder Roque, alerto...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

 Hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes da ARSLVT

A hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes dos cuidados de saúde primários da Adminis...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

Doentes continuam sem acesso à nutrição parentérica no ambulatório

A nutrição parentérica ou entérica continua a não estar acessível aos doentes que dela precisam nos...

14.08.2018

Horas de sono a mais aumentam risco cardiovascular

Dormir menos do que sete horas diárias ou mais do que as oito recomendadas pode aumentar o risco de...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Especialistas portugueses integram missão contra o Ébola

Três especialistas portugueses vão integrar uma missão internacional de prevenção e resposta rápida...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Concurso de colocação dos médicos recém-especialistas é uma «falácia»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) considera o concurso de colocação dos médicos recém-especial...

13.08.2018

IPO de Lisboa regista aumento de quase 30% da produção científica

 O Anuário da Atividade Científica 2017 do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa já pode...

13.08.2018

Recolha de resíduos de medicamentos aumentou 8%

A Valormed recolheu 560 toneladas de resíduos de medicamentos no primeiro semestre de 2018, mais 8%...

10.08.2018

CHVNGE realiza cirurgia inovadora que evita remoção total do pulmão

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho (CHVNGE) realizou, pela primeira vez em Portugal,...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.