CIP exige um ponto final no subfinanciamento do SNS

12.02.2018

A propósito da auditoria do Tribunal de Contas à conta consolida do Ministério da Saúde
 A propósito da auditoria do Tribunal de Contas (TC) à conta consolida do Ministério da Saúde, o Conselho Estratégico Nacional da Saúde da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) alerta que as conclusões do relatório «confirmam a urgência de definir um orçamento plurianual e de avançar para uma Lei de Meios que identifique de forma clara os meios de financiamento necessários para a Saúde».

Num comunicado, a CIP afirma que o relatório publicado pelo TC «é muito claro, taxativo, e vem confirmar que o SNS padece de “uma debilidade financeira acentuada” que tem sido suportada pelo esforço dos seus fornecedores» e que existe “um elevado grau de descapitalização” do SNS».

Para aquele organismo, «estas conclusões vêm na exata linha do que a CIP, através do Conselho Estratégico Nacional da Saúde, entre outras entidades da sociedade civil, tem vindo a apontar e a exigir uma rápida resposta», acrescentando que este cenário, «tem vindo a arrastar-se há demasiados anos e só não coloca em causa a sustentabilidade do SNS e a prestação universal e equitativa dos cuidados de saúde aos portugueses, porque as empresas têm acomodado estes efeitos». 

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) alerta que as conclusões do relatório do TC «confirmam a urgência de definir um orçamento plurianual e de avançar para uma Lei de Meios que identifique de forma clara os meios de financiamento necessários para a Saúde» 

Por todos os motivos, a CIP «exige» que seja colocado «um ponto final do subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP reúne seis associações do setor, que representam mais de 4500 empresas a operar em Portugal.

18tm07D
12 de Fevereiro de 2018
1807Pub2f18tm07D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Mortalidade infantil subiu 26% em 2018

A mortalidade infantil sofreu uma inversão de tendência e aumentou 26% em 2018, segundo dados provis...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Serviços de Urgência já estão a recusar doentes

Nas últimas semanas, alguns Serviços de Urgência (SU) tiveram que recusar doentes devido à sobrelota...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Alergia da expressão cutânea em debate

Vai decorrer, no próximo dia 23 de fevereiro, no Palácio da Lousã Boutique Hotel, a 6.ª Reunião Temá...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Internamentos por bronquiolites em crianças está a aumentar

A bronquiolite é responsável por dois em cada dez internamentos de crianças com menos de dois anos,...

21.01.2019

Resistência à vacinação entre as 10 maiores ameaças à saúde em 2019

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou um Top 10 dos assuntos mais preocupantes em 2019 e que...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.