CIP exige um ponto final no subfinanciamento do SNS

12.02.2018

A propósito da auditoria do Tribunal de Contas à conta consolida do Ministério da Saúde
 A propósito da auditoria do Tribunal de Contas (TC) à conta consolida do Ministério da Saúde, o Conselho Estratégico Nacional da Saúde da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) alerta que as conclusões do relatório «confirmam a urgência de definir um orçamento plurianual e de avançar para uma Lei de Meios que identifique de forma clara os meios de financiamento necessários para a Saúde».

Num comunicado, a CIP afirma que o relatório publicado pelo TC «é muito claro, taxativo, e vem confirmar que o SNS padece de “uma debilidade financeira acentuada” que tem sido suportada pelo esforço dos seus fornecedores» e que existe “um elevado grau de descapitalização” do SNS».

Para aquele organismo, «estas conclusões vêm na exata linha do que a CIP, através do Conselho Estratégico Nacional da Saúde, entre outras entidades da sociedade civil, tem vindo a apontar e a exigir uma rápida resposta», acrescentando que este cenário, «tem vindo a arrastar-se há demasiados anos e só não coloca em causa a sustentabilidade do SNS e a prestação universal e equitativa dos cuidados de saúde aos portugueses, porque as empresas têm acomodado estes efeitos». 

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) alerta que as conclusões do relatório do TC «confirmam a urgência de definir um orçamento plurianual e de avançar para uma Lei de Meios que identifique de forma clara os meios de financiamento necessários para a Saúde» 

Por todos os motivos, a CIP «exige» que seja colocado «um ponto final do subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP reúne seis associações do setor, que representam mais de 4500 empresas a operar em Portugal.

18tm07D
12 de Fevereiro de 2018
1807Pub2f18tm07D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

14.08.2018

Centro Hospitalar de Leiria está a trabalhar «no limite»

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), Helder Roque, alerto...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

 Hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes da ARSLVT

A hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes dos cuidados de saúde primários da Adminis...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

Doentes continuam sem acesso à nutrição parentérica no ambulatório

A nutrição parentérica ou entérica continua a não estar acessível aos doentes que dela precisam nos...

14.08.2018

Horas de sono a mais aumentam risco cardiovascular

Dormir menos do que sete horas diárias ou mais do que as oito recomendadas pode aumentar o risco de...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Especialistas portugueses integram missão contra o Ébola

Três especialistas portugueses vão integrar uma missão internacional de prevenção e resposta rápida...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Concurso de colocação dos médicos recém-especialistas é uma «falácia»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) considera o concurso de colocação dos médicos recém-especial...

13.08.2018

IPO de Lisboa regista aumento de quase 30% da produção científica

 O Anuário da Atividade Científica 2017 do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa já pode...

13.08.2018

Recolha de resíduos de medicamentos aumentou 8%

A Valormed recolheu 560 toneladas de resíduos de medicamentos no primeiro semestre de 2018, mais 8%...

por Teresa Mendes | 10.08.2018

Tutela lança novo serviço do SNS 24 sobre sangue e transplantação

O Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS 24) tem um novo serviço informativo para os c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.