Há cerca de 200 mil portugueses com glaucoma

09.03.2018

Semana Mundial do Glaucoma decorre de 11 a 17 de março 
 É a primeira causa de cegueira não reversível em todo o mundo, estimando-se a existência de 80 milhões de pessoas com a doença. Em Portugal serão cerca de 200 mil os que sofrem com glaucoma, mas poderão vir a ser muitos mais.

«Sendo uma doença cuja ocorrência aumenta com a idade e atendendo ao aumento da esperança de vida, estes números tendem a crescer significativamente», alerta António Rodrigues Figueiredo, coordenador do Grupo Português de Glaucoma da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia, no âmbito da Semana Mundial do Glaucoma, que se assinala de 11 a 17 de março.

«O glaucoma é uma doença bastante assintomática nas fases iniciais», refere o especialista num comunicado à Imprensa, acrescentando que «a perceção inicial da doença é ainda mais difícil devido à nossa própria adaptação cerebral, que vai tentando substituir as imagens em falta por ‘cópias’ das imagens próximas – como num roubo valioso, em que as peças roubadas são substituídas por cópias idênticas. Por isso chamamos ao glaucoma “o ladrão silencioso da visão”». 

A principal causa e fator de risco desta doença que em Portugal se estima que esteja apenas diagnosticada em 50% dos doentes, é a hipertensão ocular.

O que significa que «uma tensão ocular elevada, não detetada e não controlada, vai conduzir ao aparecimento da doença».
Mas há outros fatores de risco, como a idade e a existência de familiares diretos com glaucoma.

Por ser uma doença progressiva, torna-se fundamental a deteção precoce e a sua prevenção, nomeadamente através da medição da tensão ocular que, refere António Rodrigues Figueiredo, é o principal fator de risco do glaucoma «e simultaneamente o único que podemos tratar e que conduz ao controlo da doença – há inúmeros estudos e evidência que o comprovam».

Na Semana Mundial do Glaucoma, que começa este domingo, o especialista deixa o alerta: «Atenção ao ladrão silencioso da visão. Se tem mais de 45 anos e nem sabe a sua tensão ocular, se tem familiares com glaucoma, proteja a sua visão». 

Em Portugal serão cerca de 200 mil os que sofrem com glaucoma, mas poderão vir a ser muitos mais

Aos doentes com glaucoma, recorda que qualquer portador de uma doença crónica, estes «têm de aprender a conviver com esse facto, já que uma doença progressiva e irreversível exige coragem, perseverança e sobretudo apoio para a luta que o seu controlo representa».


18tm10T
09 de Março de 2018
1810Pub6f18tm10T

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

12.12.2018

 Infarmed disponibiliza relatório anual sobre estatísticas do medicamento

A Autoridade Nacional do Medicamento divulgou esta terça-feira o seu relatório anual «Estatística do...

por Teresa Mendes | 12.12.2018

Conselho das Finanças Públicas alerta para «restrições efetivas no acesso»...

«Considerando que Portugal possui um sistema nacional de saúde com cobertura automática e integral d...

12.12.2018

Ordem dos Médicos pede «exceção» para operar crianças 

A Ordem dos Médicos (OM) defendeu esta terça-feira, no final de uma reunião com os diretores clínico...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Equipa dedicadas nos serviços de Urgência avançam em 2019

O conceito de Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) será estendido aos serviços de Urgência hos...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar qu...

11.12.2018

 Marta Temido defende reflexão profunda para «sair da fase da estagnação»

Passados dez anos sobre a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP), a ministra da Saúde defende...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.