Governo aprova suplemento remuneratório para enfermeiros especialistas

06.04.2018

Medida autorizada no Conselho de Ministros
O Governo aprovou o suplemento remuneratório devido aos trabalhadores com a categoria de enfermeiro que desenvolvam o conteúdo funcional reservado aos enfermeiros especialistas, que será retroativo a 1 de janeiro de 2018. Este é, segundo o ministro da Saúde, um «passo importante na revalorização e reconhecimento da profissão de enfermagem».

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira, dia 5 de abril, Adalberto Campos Fernandes destacou o esforço do Governo em acompanhar «os processos de revalorização remuneratória e de requalificação, reconhecendo o papel importante que os enfermeiros representam no Sistema Nacional de Saúde».

O ministro acrescentou ainda que a «aprovação deste suplemento dá cumprimento ao compromisso assumido em outubro de 2017», referindo também que o Governo está já a negociar com os sindicatos dos enfermeiros a revisão das carreiras.

O Governo aprovou o suplemento remuneratório devido aos trabalhadores com a categoria de enfermeiro que desenvolvam o conteúdo funcional reservado aos enfermeiros especialistas, que será retroativo a 1 de janeiro de 2018. Este é, segundo o ministro da Saúde, um «passo importante na revalorização e reconhecimento da profissão de enfermagem» 

Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros trata-se de uma medida positiva, mas garante que a OE continuará atenta. «Falta a revisão da carreira para todos os Enfermeiros, não esquecendo a atualização dos salários dos Enfermeiros de cuidados gerais», lembra Ana Rita Cavaco.

Também Bruno Reis, do movimento dos Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia, diz estar satisfeito com o anúncio do ministro da Saúde.

O comunicado do CM está disponível aqui

18tm14Q
06 de Abril de 2018
1814Pub5f18tm14Q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

 SIM acusa Governo de não resolver a «situação crítica» no INML

No dia da abertura do ano judicial o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) deixou um apelou ao Go...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.