Mais de 50% da população pediátrica não tem a asma controlada

24.04.2018

Alerta lançado pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
A Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) alerta que 43% dos portugueses asmáticos vivem sem a sua doença controlada, resultante de uma «perceção errada» que têm do controlo da mesma.
Esse número é ainda maior se olharmos para a população pediátrica, com mais de 50% das crianças portuguesas com asma por controlar.

Em vésperas do Dia Mundial da Asma, que se assinala a 1 de maio, a presidente da SPAIC, Elisa Pedro, recorda que em Portugal há pelo menos 700 mil doentes asmáticos, o que representa mais de seis por cento da população nacional. Do total, 175 mil são crianças e adolescentes.

Segundo a médica, ter a asma controlada significa ter uma vida sem limitações de atividade, podendo praticar exercício físico ou desporto, por exemplo, bem como não ter sintomas noturnos ou diurnos, crises e não necessitar de andar constantemente a recorrer ao inalador, além de manter uma função pulmonar normal nos exames médicos.

«Nove em cada dez doentes que não tem a asma controlada têm uma perceção errada do estado de controlo da doença. Vão adaptando as suas vidas às suas limitações e creem que assim têm a doença controlada», sublinha ainda a presidente da SPAIC em declarações à agência Lusa.

Para ajudar a mudar esta realidade foi lançada esta terça-feira, no cinema São Jorge, em Lisboa, a Campanha «Que a asma não te pare», que recorre à personagem «Vitinho», um ícone da infância nas décadas de 1970 e 1980, que lembrava às crianças a hora de ir dormir e a importância de uma noite descansada.

A SPAIC alerta que 43% dos portugueses asmáticos vivem sem a sua doença controlada. Esse número é ainda maior se olharmos para a população pediátrica, com mais de 50% das crianças portuguesas com asma por controlar

A campanha inclui um vídeo onde são descritos alguns sintomas da doença e a importância de adesão à terapêutica, essencial para que um doente asmático tenha uma vida normal e sem restrições.

Mais informações aqui 

18tm17E
24 de Abril de 2018
1817Pub3f18tm17E

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Zózimo Zorrinho | 10.07.2020

 «Alerta Doença Venosa»

Está em curso uma campanha de divulgação sob designação de «Alerta Doença Venosa», promovida pela  S...

por Zózimo Zorrinho | 10.07.2020

«Pandemia por SARS COV 2  e as respostas terapêuticas em estudo»

A pandemia por SARS COV 2  e as respostas terapêuticas em estudo bem como a garantia de segurança do...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Zózimo Zorrinho | 01.07.2020

Ministra da Saúde reconhece limitações na área da Saúde  Pública

A ministra da Saúde reconheceu esta quarta-feira limitações na área da saúde pública na Região de Li...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Estudo mostra em humanos como as células adiposas humanas são afetadas pela...

O conhecimento da forma como o tecido adiposo humano é afetado pela idade tem sido definido por nume...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Médicos de saúde pública defendem contratação «urgente» de mais profissiona...

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública (ANMSP) defendeu esta quinta-feira...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.