ANEM contra pagamento da prova de acesso à especialidade

por Teresa Mendes | 07.05.2018

Estudantes consideram que «deverá ser o Estado a assegurar a realização da nova prova»
A Associação Nacional dos Estudantes de Medicina (ANEM) manifesta-se «inequivocamente contra o pagamento» da Prova Nacional de Acesso à Formação Especializada (PNAFE).
Num comunicado, a ANEM salienta que «a publicação do valor a cobrar aos estudantes (90 euros) vem concretizar aquela que já tinha sido uma preocupação relativamente à comparticipação por parte dos candidatos».

A nota à Imprensa, assinada pelo presidente da Associação, Edgar Simões, salienta que esta situação pode ainda vir a ser alterada, uma vez que o Regime Jurídico do Internato Médico sofreu um pedido de apreciação Parlamentar, ainda pendente.

«Na consideração dos estudantes de Medicina, deverá ser o Estado português a assegurar a realização da nova prova», sublinha ainda Edgar Simões, que acrescenta que a ANEM irá ainda procurar «compreender a orçamentação que levou à definição do valor final de 90 euros a cobrar aos candidatos».

«A publicação do valor a cobrar aos estudantes (90 euros) vem concretizar aquela que já tinha sido uma preocupação relativamente à comparticipação por parte dos candidatos», lamenta a ANEM num comunicado

Recorde-se que o novo modelo da PNAFE, respetiva matriz de conteúdos e referências bibliográficas, foram aprovados no despacho publicado nesta sexta-feira no Diário da República

A nova prova entra em vigo no concurso de ingresso no Internato Médico a abrir no ano civil de 2019, em substituição do modelo e respetivas referências bibliográficas atualmente em vigor.

18tm19B
07 de Maio de 2018
1819Pub2f18tm19B

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 11.12.2019

 Secretário de Estado louva o que de «bom, ótimo e excelente» se faz no HSM

No 65.º aniversário do Hospital de Santa Maria (HSM), o secretário de Estado da Saúde elogiou o que...

11.12.2019

Médicos e administradores defendem estratégia nacional para a Medicina de P...

Portugal precisa de uma estratégia nacional para a Medicina de Precisão, defendem administradores ho...

por Teresa Mendes | 11.12.2019

 E que tal fazer deste Natal… um «Natal Diferente»?

As associações de estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e da Faculdad...

por Teresa Mendes | 11.12.2019

3.º Fórum do Conselho Nacional de Saúde decorre a 16 de dezembro

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) organiza, no próximo dia 16 de dezembro, no Auditório António de...

por Teresa Mendes | 10.12.2019

 Ordem lamenta que ministra esconda realidade do Algarve

Em resposta às declarações da ministra da Saúde, que na passada sexta-feira disse, na sequência dos...

por Teresa Mendes | 10.12.2019

 Risco de queda passa a ser avaliado em todos os doentes internados

Por proposta conjunta do Departamento da Qualidade na Saúde, da Ordem dos Médicos e da Ordem dos Enf...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.