Hospital dos Covões sem cirurgiões para o Serviço de Urgência

14.05.2018

Denúncia do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos
O Serviço de Urgência do Hospital dos Covões, que integra o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), «está sem capacidade de resposta em alguns turnos de Cirurgia», denunciou este domingo o Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos (CRCOM). 

Numa nota à Imprensa o responsável alerta também para o risco de a equipa de Cirurgia do serviço «não conseguir sequer cumprir os requisitos mínimos» definidos pelo colégio de especialidade, a partir de junho.
«Já há dias em que a escala é constituída apenas por um especialista e um interno.

E, durante a noite, apenas está escalado um cirurgião», diz o presidente do CRCOM, Carlos Cortes, citado na nota, lembrando que o Colégio de Cirurgia da Ordem dos Médicos estabelece um número mínimo de três especialistas na equipa de cirurgia geral na urgência.

Para Carlos Cortes, o que se está a passar no Hospital dos Covões é «a destruição de um polo importante da saúde em Coimbra, que merecia ser valorizado».

No comunicado, o Conselho Regional adverte para «as graves irregularidades» no serviço de Cirurgia, pedindo ao Ministério da Saúde que «ponha cobro a esta situação alarmante».

«Esta é uma situação gravosa para os doentes. A inexistência de uma escala completa de cirurgiões na urgência deste hospital constitui uma ameaça para a população. Deixar de ter médicos para operar em situações urgentes ou emergentes não é digno de um serviço de urgência de um país civilizado», sublinha ainda Carlos Cortes, considerando que, pouco a pouco, «o Hospital dos Covões está a ser esvaziado das suas valências».

«Deixar de ter médicos para operar em situações urgentes ou emergentes não é digno de um serviço de urgência de um país civilizado», sublinha Carlos Cortes 

Segundo o responsável, a situação na urgência agravou-se agora «com a ausência de concurso para os dois cirurgiões recém-especialistas», o que poderá ter como resultado o não cumprimento dos requisitos mínimos já a partir de junho para o serviço de urgência daquele hospital.

18tm20D
14 de Maio de 2018
1820Pub2f18tm20D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

23.05.2018

 Já foram homologadas as classificações de avaliação final do internato méd...

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) volta a exigir a «abertura imediata dos concursos para a...

23.05.2018

Falta de enfermeiros obriga HSM a fechar camas

A saída de mais de 100 enfermeiros desde o início do ano obrigou agora o Hospital de Santa Maria (HS...

23.05.2018

Tumores malignos e doenças do aparelho circulatório responsáveis por mais d...

As doenças do aparelho circulatório e os tumores malignos foram os responsáveis por mais de metade d...

22.05.2018

Fundação Rui Osório de Castro defende ensaios clínicos em Oncologia pediátr...

A Fundação Rui Osório de Castro alerta para a necessidade de as entidades governamentais assegurarem...

22.05.2018

Assinado acordo coletivo com técnicos superiores de diagnóstico e terapêuti...

A secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, assinou esta segunda-feira, com as estrutura...

22.05.2018

«O país perdeu um herói nacional, o herói do SNS»

Hoje o país está de luto nacional pela morte de António Arnaut, «uma grande referência como governan...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.