Apenas 40% das empresas tem uma estratégia de saúde definida

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 16.05.2018

«Aon EMEA Health Survey» 2018
Embora as empresas reconheçam o seu papel na influência da saúde dos seus colaboradores, a maioria não implementa práticas que permitam obter melhores resultados.
Este é o principal resultado do estudo «Aon EMEA Health Survey» 2018, que visa identificar os principais problemas de saúde que as empresas enfrentam quando desenvolvem estratégias de risco, incluindo oportunidades e desafios.

A investigação da especialista em soluções de risco, reforma e saúde, que abrange mais de 900 empresas na Europa, África e Médio Oriente, de 25 setores e 2,7 milhões de colaboradores, revela que «95% dos empresários sabe da correlação entre a saúde e a performance, contudo, apenas 40% das organizações tem uma estratégia de saúde definida para a empresa». Por outro lado, «69% dos profissionais considera que a principal barreira para que isso aconteça se deve ao orçamento limitado das empresas».

Em Portugal, e de acordo com dados de 70 empresas portuguesas, o stress e a saúde mental são as principais preocupações que afetam a saúde e o bem-estar dos colaboradores, sendo que a saúde financeira figura em segundo lugar. 

Embora as empresas reconheçam o seu papel na influência da saúde dos seus colaboradores, a maioria não implementa práticas que permitam obter melhores resultados. Este é o principal resultado do estudo «Aon EMEA Health Survey» 2018

O relatório diz igualmente que o principal desafio para o nosso país passa por «melhorar o “engagement” – compromisso ou sentimento de pertença – dos colaboradores». 

O «budget» para implementar programas de saúde em Portugal é o principal constrangimento para as empresas, sendo que «apenas 14% das empresas analisam ou monitorizam o resultado da implementação dos seus programas de saúde».

O documento completo pode ser descarregado, aqui 

18tm20K
16 de Maio de 2018
1820Pub4f18tm20K

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.08.2018

Doentes continuam sem acesso à nutrição parentérica no ambulatório

A nutrição parentérica ou entérica continua a não estar acessível aos doentes que dela precisam nos...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

<span style="font-size: 23px; line-height: 25.3px;">H</span><span style="fo...

A hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes dos cuidados de saúde primários da Adminis...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Especialistas portugueses integram missão contra o Ébola

Três especialistas portugueses vão integrar uma missão internacional de prevenção e resposta rápida...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Concurso de colocação dos médicos recém-especialistas é uma «falácia»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) considera o concurso de colocação dos médicos recém-especial...

13.08.2018

IPO de Lisboa regista aumento de quase 30% da produção científica

 O Anuário da Atividade Científica 2017 do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa já pode...

13.08.2018

Recolha de resíduos de medicamentos aumentou 8%

A Valormed recolheu 560 toneladas de resíduos de medicamentos no primeiro semestre de 2018, mais 8%...

10.08.2018

CHVNGE realiza cirurgia inovadora que evita remoção total do pulmão

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho (CHVNGE) realizou, pela primeira vez em Portugal,...

por Teresa Mendes | 10.08.2018

Tutela lança novo serviço do SNS 24 sobre sangue e transplantação

O Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS 24) tem um novo serviço informativo para os c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.