OMS publica, pela primeira vez, lista de testes de diagnóstico essenciais

por Teresa Mendes | 25.05.2018

Objetivo é promover melhores resultados no âmbito da saúde global
A organização Mundial da Saúde (OMS) publicou, pela primeira vez, uma lista de testes de diagnóstico que considera essenciais para promover melhores resultados no âmbito da saúde global.
Ao todo são 113 testes, que vêm agora servir de complemento à Lista de Medicamentos Essenciais.

Da totalidade dos testes que compõem a lista, 58 são de rotina (como sangue e urina) e destinados a detetar uma vasta gama de condições clínica, estando agrupados por disciplina (química clínica, serologia, hematologia, microbiologia e micologia).

Os outros 55 são direcionados para a deteção de doenças específicas, que a OMS considera prioritárias, nomeadamente o HIV, tuberculose, malária, hepatites B e C, HPV e sífilis.

A OMS publicou, pela primeira vez, uma lista de testes de diagnóstico que considera essenciais para promover melhores resultados no âmbito da saúde global. Ao todo são 113 testes, que vêm agora servir de complemento à Lista de Medicamentos Essenciais 

«Estou muito contente, mas também consciente que publicar esta lista em Genebra não vai magicamente fazer com que os testes de malária fiquem disponíveis no Vietnam. Cada país deve fazer a sua própria lista para tornar a ideia real», salientou Madhukar Pai, diretor de Saúde Global na Escola de Medicina da Universidade McGill e membro do painel que criou este documento, citado no site do The New York Times.

A OMS não pretende que esta lista tenha um carácter absoluto, mas sim que seja um manual de referência e orientação para os vários países, de forma a que selecionem e implementem os seus testes tendo em consideração o peso de cada doença a nível nacional, e as diferentes prioridades e necessidades.

O documento pode ser consultado aqui

18tm21Q
25 de Maio de 2018
1821Pub6f18tm21Q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 1.ª Edição Hot Topics em Hepatologia

Vai decorrer, no dia 11 de outubro, na Ordem dos Médicos, em Vila Real, a 1.ª edição dos Hot Topics...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Pela primeira vez em seis meses, a dívida à Indústria Farmacêutica diminuiu

Pela primeira vez em seis meses, o valor da dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Ordem celebra 80 anos com coleção de fac-similadas de autores médicos

 A Ordem dos Médicos (OM) convida todos os profissionais a vir conhecer, na próxima segunda-feira, d...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Literacia em Saúde: DGS lança Manual para capacitação dos profissionais

No âmbito do Plano de Ação para a Literacia em Saúde 2019/2012, a Direção-Geral da Saúde (DGS) lanço...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Demitem-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta

Demitiram-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, segundo a Socie...

por Teresa Mendes | 12.09.2019

 SPP recomenda aos médicos que reportem os casos suspeitos em Portugal

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) recomenda aos médicos que passem a comunicar os casos de...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.