Portugal acolhe lançamento do Plano de Ação Mundial da Atividade Física

04.06.2018

«Pessoas Mais Ativas para um Mundo Mais Saudável»
«Pessoas Mais Ativas para um Mundo Mais Saudável» foi o nome escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Plano de Ação Mundial da Atividade Física 2018-2030, que dará orientações claras aos países para promoverem, numa lógica intersectorial e de saúde em todas as políticas, a atividade física junto das populações.

Portugal é o anfitrião da iniciativa, tendo a mesma sido lançada hoje oficialmente na Cidade do Futebol, Dafundo, com a presença do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes.

Na ocasião, foi ainda assinado um protocolo de promoção de hábitos de vida saudáveis, com cerca de quatro dezenas de municípios, tendo sido igualmente apresentada a nova campanha nacional de promoção da atividade física.

Recorde-se que o grande objetivo da OMS é aumentar em 15% os níveis de atividade física em todo o Mundo até 2030, sabendo-se que atualmente, um em cada quatro adultos e quatro em cada cinco adolescentes não praticam níveis suficientes de atividade física. 

Estes números são ainda mais preocupantes quando se olha para as jovens, as mulheres, os idosos, e as pessoas mais desfavorecidas ou portadoras de alguma deficiência ou doença crónica.

«Pessoas Mais Ativas para um Mundo Mais Saudável» foi o nome escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Plano de Ação Mundial da Atividade Física 2018-2030, que dará orientações claras aos países para promoverem, numa lógica intersectorial e de saúde em todas as políticas, a atividade física junto das populações

De acordo com o último Eurobarómetro, apenas 5% das pessoas com 15 ou mais anos dizem fazer exercício ou desporto regularmente e a mesma percentagem afirma fazer habitualmente outras atividades físicas, como deslocar-se de bicicleta.

Cerca de 14% das mortes anuais em Portugal estarão associadas à inatividade física.
Em todo o mundo, estima-se que a inatividade física tenha custos diretos em saúde associados na ordem dos 45,9 mil milhões de euros.

18tm23C
04 de Junho de 2018
1823Pub2f18tm23C

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.06.2019

ANEM acusa Marta Temido de «enorme distanciamento da realidade»

A Associação Nacional dos Estudantes de Medicina (ANEM) «condena veementemente», numa carta aberta,...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

Apifarma contra novas orientações para estudos de avaliação económica

A Apifarma está «veementemente» contra a proposta do Infarmed para alteração das Orientações Metodol...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 Taxas moderadoras nos centros de saúde vão acabar, mas de forma faseada

O fim das taxas moderadoras nos centros de saúde vai ser realizado de uma forma faseada, não entrand...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 «OSTEOGLUTIS» vence 3.ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltipl...

  «Tackling multiple myeloma by osteoblast cross regulation – OSTEOGLUTIS» é o nome do projeto vence...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

14 recomendações dos doentes para o SNS

A Convenção Nacional da Saúde (CNS), que juntou mais de 160 instituições do setor, nesta terça-feira...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

Campanha da DGS e IPDJ quer inspirar portugueses a praticar exercício físic...

 A Direção-Geral da Saúde (DGS) e o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), com o apoio...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

USF modelo B passam a ter de fundamentar a aprovação da carga horária

O Ministério da Saúde quer combater as diferentes práticas e interpretações, em termos de horários d...

19.06.2019

Texto da nova Lei de Bases da Saúde fica sem referências às PPP

O grupo de trabalho que discute a nova Lei de Bases da Saúde no Parlamento chumbou esta terça-feira...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto conta com mais de 100 candi...

São mais de 100 as candidaturas recebidas pelo comité da 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.