Unidade de recobro do CHLN vai aumentar atividade em 30%

foto de "DR" | 08.06.2018

Reforço na Gastrenterologia
A unidade de recobro da Unidade de Gastrenterologia do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) vai aumentar a atividade em 30%.
O CHLN está ainda a executar um programa de recuperação da lista de espera para colonoscopias, salienta o Ministério da Saúde.

Estes dados foram transmitidos ao secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, que visitou as instalações da Unidade de Cuidados Intensivos e Gastrenterologia e Hepatologia daquele centro hospitalar na passada terça-feira, refere um comunicado publicado no Portal do SNS.

Durante a visita, o presidente do conselho de administração, Carlos Martins, revelou que está em tramitação um investimento para ampliação do Recobro da Unidade Técnica de Gastrenterologia, que permitirá que a atividade aumente em 30%.
Além disso, segundo aquele dirigente, o CHLN está também a executar, todos os sábados, um programa de recuperação da lista de espera para colonoscopias e de seguimento nos casos orientados pelo rastreio do cancro colorretal da responsabilidade da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

No encontro, Fernando Araújo e os administradores do CHLN analisaram também a revisão final do protocolo de cooperação que irá ser assinado entre o CHLN e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) na área das infeções por VIH/sida, hepatite B e hepatite C, o qual «merecerá de forma inovadora a resposta da instituição ao desafio lançado na nova fase de cooperação entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Justiça», lê-se na informação à Imprensa.

A unidade de recobro da Unidade de Gastrenterologia do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) vai aumentar a atividade em 30%. O CHLN está ainda a executar um programa de recuperação da lista de espera para colonoscopias, salienta o Ministério da Saúde 

De acordo com o CHLN, a resposta a esses casos passará pela realização direta de consultas e meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT) nos estabelecimentos prisionais, sendo remetidos para oito semanas de tratamento, com uma taxa de sucesso da ordem dos 99%.

Estabelecimento prisional livre de hepatite C

Ficou ainda estabelecido que «o universo dos cerca de 60/70 potenciais doentes com hepatite C, do Estabelecimento Prisional de Lisboa, seriam avaliados e tratados até final deste ano», a forma a ter um exemplo relevante, a nível nacional, de um estabelecimento prisional livre de hepatite C.

No âmbito do VIH/Sida, o diretor do Serviço de Doenças Infeciosas do CHLN, Luís Caldeira, frisou que «esta é uma oportunidade para alcançar a população reclusa, apostando no reforço da adesão à terapêutica e uma oportunidade para testar novas formas de continuidade dos tratamentos nos doentes que estão mais estáveis».

18tm23T
08 de Junho de 2018
1823Pub6f18tm23T

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

14.08.2018

Centro Hospitalar de Leiria está a trabalhar «no limite»

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), Helder Roque, alerto...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

 Hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes da ARSLVT

A hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes dos cuidados de saúde primários da Adminis...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

Doentes continuam sem acesso à nutrição parentérica no ambulatório

A nutrição parentérica ou entérica continua a não estar acessível aos doentes que dela precisam nos...

14.08.2018

Horas de sono a mais aumentam risco cardiovascular

Dormir menos do que sete horas diárias ou mais do que as oito recomendadas pode aumentar o risco de...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Especialistas portugueses integram missão contra o Ébola

Três especialistas portugueses vão integrar uma missão internacional de prevenção e resposta rápida...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Concurso de colocação dos médicos recém-especialistas é uma «falácia»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) considera o concurso de colocação dos médicos recém-especial...

13.08.2018

IPO de Lisboa regista aumento de quase 30% da produção científica

 O Anuário da Atividade Científica 2017 do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa já pode...

13.08.2018

Recolha de resíduos de medicamentos aumentou 8%

A Valormed recolheu 560 toneladas de resíduos de medicamentos no primeiro semestre de 2018, mais 8%...

10.08.2018

CHVNGE realiza cirurgia inovadora que evita remoção total do pulmão

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho (CHVNGE) realizou, pela primeira vez em Portugal,...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.