Governo vai cortar nas quantidades de açúcar, sal e gordura

13.06.2018

Até ao final do mês será definido cabaz de produtos abrangidos
O Ministério da Saúde está em negociações com o setor agroalimentar para estudar cortes nas quantidades de açúcar, gorduras sal.
O secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, espera um acordo para muito breve, estando confiante na «abertura» tanto da indústria como da distribuição para o fazer.

Em declarações ao Fórum TSF do passado dia 8 de junho, que discutiu se Governo deve ou não aumentar os impostos dos alimentos com excesso de sal e açúcar, o responsável disse esperar chegar a acordo «até ao final de junho, ou início de julho» sobre quais os produtos abrangidos, quais as quantidades de açúcar, sal e gorduras a reduzir e como é que será feita a monitorização pública para saber se os objetivos estão a ser cumpridos. 

«Se conseguirmos esses objetivos ambiciosos, não serão necessários novos impostos no orçamento», admitiu Fernando Araújo.

O Ministério da Saúde está em negociações com o setor agroalimentar para estudar cortes nas quantidades de açúcar, gorduras sal. O secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, espera um acordo para muito breve, estando confiante na «abertura» tanto da indústria como da distribuição para o fazer

O Governo está ainda a estudar a possibilidade de introduzir novos escalões na tributação das bebidas açucaradas.

Em suma, pretende-se ao longo de três anos, de forma faseada, atingir os valores de consumo de açúcar e gorduras recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

18tm24J
13 de Junho de 2018
1824Pub4f18tm24J

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

14.08.2018

Centro Hospitalar de Leiria está a trabalhar «no limite»

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), Helder Roque, alerto...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

 Hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes da ARSLVT

A hipertensão é o principal problema de saúde dos utentes dos cuidados de saúde primários da Adminis...

por Teresa Mendes | 14.08.2018

Doentes continuam sem acesso à nutrição parentérica no ambulatório

A nutrição parentérica ou entérica continua a não estar acessível aos doentes que dela precisam nos...

14.08.2018

Horas de sono a mais aumentam risco cardiovascular

Dormir menos do que sete horas diárias ou mais do que as oito recomendadas pode aumentar o risco de...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Especialistas portugueses integram missão contra o Ébola

Três especialistas portugueses vão integrar uma missão internacional de prevenção e resposta rápida...

por Teresa Mendes | 13.08.2018

Concurso de colocação dos médicos recém-especialistas é uma «falácia»

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) considera o concurso de colocação dos médicos recém-especial...

13.08.2018

IPO de Lisboa regista aumento de quase 30% da produção científica

 O Anuário da Atividade Científica 2017 do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa já pode...

13.08.2018

Recolha de resíduos de medicamentos aumentou 8%

A Valormed recolheu 560 toneladas de resíduos de medicamentos no primeiro semestre de 2018, mais 8%...

10.08.2018

CHVNGE realiza cirurgia inovadora que evita remoção total do pulmão

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho (CHVNGE) realizou, pela primeira vez em Portugal,...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.