APES cria prémio Pita Barros

09.07.2018

Galardão promove investigação na área da Economia da Saúde por jovens investigadores
A Associação Portuguesa de Economia da Saúde (APES) apresentou esta segunda-feira, na Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova, o prémio Pita Barros, um galardão que pretende promover a investigação na área da Economia da Saúde por jovens investigadores.

O prémio terá um valor pecuniário de 3500 euros e será atribuído ao melhor artigo científico na área da Economia da Saúde publicado numa revista científica com peer review nos dois anos precedentes ao da sua atribuição.

Ao galardão, que será atribuído a cada dois anos, pode concorrer quem preencha os seguintes requisitos: ter concluído o mais elevado grau académico (licenciatura, mestrado ou doutoramento) nos 10 anos anteriores à data de publicação do trabalho (inclusive) numa instituição de ensino superior nacional ou estrangeira; ter nacionalidade portuguesa ou ter concluído o mais elevado grau académico numa instituição de ensino superior portuguesa ou ter abordado a realidade portuguesa no artigo a concurso; ser o primeiro ou principal autor do artigo científico.

O vencedor do prémio, que conta com o apoio da ANF, será anunciado até ao final de dezembro de 2018 e será entregue e apresentado numa cerimónia pública, em data a anunciar.

Pedro Pita Barros é professor catedrático da Faculdade de Economia, Universidade Nova de Lisboa e membro do «Expert panel on effective ways of investing in Health» da Comissão Europeia (desde 2013), membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida e membro do Conselho Nacional de Saúde.

Os interesses de investigação do ex-vice-Reitor da Universidade Nova de Lisboa centram-se nas áreas de Economia da Saúde, Regulação Económica e Política de Concorrência.

O prémio Pita Barros terá um valor pecuniário de 3500 euros e será atribuído ao melhor artigo científico na área da Economia da Saúde publicado numa revista científica com peer review nos dois anos precedentes ao da sua atribuição 

O especialista já foi presidente da European Health Economics Association (EuHEA) e da Associação Portuguesa de Economia da Saúde e membro do Comité Executivo da European Association for Research in Industrial Economics e do Comité de Atribuição do Arrow Award in Health Economics.

O regulamento do Prémio pode ser consultado aqui

18tm28B
09 de Julho de 2018
1828Pub2f18tm28B

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.12.2018

USF Ilumina dá médico de família a 7200 utentes de S. Domingos de Rana

Foi hoje inaugurada a USF Ilumina, em São Domingos de Rana, numa cerimónia em que participaram o pre...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Nova Lei de Bases da Saúde abre a porta à exclusividade no SNS

A proposta da Lei de Bases da Saúde, aprovada esta quinta-feira no Conselho de Ministros, abre a por...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Enfermeiros pagos para continuar a fazer greve

O movimento de enfermeiros que recolhe fundos para a greve prolongada em blocos operatórios angariou...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

Doenças respiratórias: Madeira tem maior taxa de mortalidade da Europa

O 13.º relatório do Observatório Nacional de Doenças Respiratórias (ONDR) mostra que as doenças resp...

13.12.2018

Marta Temido diz que «não abundam pediatras no país»

 O bastonário da Ordem dos médicos (OM) apelou esta quarta-feira à ministra da Saúde para que resolv...

13.12.2018

 “Grupo dos 44” quer voltar a ser ouvido sobre Lei de Bases da Saúde

Os 44 subscritores dos «Princípios Orientadores da Saúde para uma Lei de Bases da Saúde» querem ser...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.