AR consagra dia 15 de junho como Dia Nacional da Doença de Huntington

por Teresa Mendes | 10.07.2018

Objetivo é reduzir o impacto da doença e apoiar os seus portadores
Uma Resolução da Assembleia da República, publicada hoje no Diário da República, consagra o dia 15 de junho como Dia Nacional da Doença de Huntington e recomenda ao Governo que aprove medidas, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS), para reduzir o impacto desta doença e apoiar os seus portadores.

Entre essas medicas, a AR recomenda que sejam criadas unidades de apoio específicas para estes doentes, dotadas de recursos humanos adequados e devidamente qualificados para assegurar cuidados médicos e de enfermagem especializados, prestação de apoio psicossocial, prestação de apoios na área da reabilitação, designadamente de fisioterapia, terapia da fala e terapia ocupacional, bem como para atividades de movimento, entre outros.

A Resolução determina igualmente que o SNS assegure o pleno acesso às técnicas de procriação medicamente assistida (PMA) e, caso seja necessário, «o recurso a centros privados autorizados».

Uma Resolução da Assembleia da República consagra o dia 15 de junho como Dia Nacional da Doença de Huntington e recomenda ao Governo que aprove medidas, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS), para reduzir o impacto desta doença e apoiar os seus portadores 

O diploma sugere ainda que sejam assegurados os encargos com o transporte não urgente prescrito aos utentes com diagnóstico médico de doença de Huntington, «quando o mesmo seja instrumental à realização das prestações de saúde».

18tm28G
10 de Julho de 2018
1828Pub3f18tm28G

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 EPE estavam em falência técnica no ano passado

Em 2018, metade dos hospitais EPE do país encontrava-se em falência técnica, segundo uma análise do...

06.12.2019

Chefes de cirurgia de Faro recusam fazer urgências a partir de 1 de janeiro

A partir de 1 de janeiro de 2020, os chefes de equipa de Cirurgia do Hospital de Faro vão deixar de...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 Sarampo matou mais de 140 mil pessoas no mundo em 2018

Em 2018, o sarampo foi responsável pela morte de mais de 140.000 pessoas, segundo novas estimativas...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros»

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros, nomeadamente tabaco aquecido. Apre...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Reduzir o colesterol mais cedo pode diminuir risco cardiovascular mais tar...

Reduzir os níveis de colesterol com medicamentos em pessoas com menos de 45 anos pode reduzir o risc...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Esperança de vida em Portugal é maior do que na média dos países da EU

A esperança de vida em Portugal «aumentou substancialmente na última década», nomeadamente com a red...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.