Médicos sem especialidade podem vir a reforçar INEM

20.07.2018

Proposta do Sindicato Independente dos Médicos
Os médicos que não conseguiram a especialidade por falta de vaga podem vir a reforçar o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).
O assunto foi proposto pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e está a ser discutido com a Ordem dos Médicos (OM).

«O SIM não se opõe a quem defende que médicos que não tiveram acesso a uma especialidade possam, depois de formação coordenada pela OM e pelo INEM, exercer aquelas tarefas no curto prazo até à criação da especialidade em Medicina de Urgência e Emergência», salienta um comunicado do SIM publicado esta quinta-feira 

Esta pode mesmo ser uma solução para a escassez de recursos humanos no INEM, uma situação está a provocar «dificuldades efetivas» para garantir o funcionamento do seu dispositivo, como já admitiu o organismo.

Os médicos que não conseguiram a especialidade por falta de vaga podem vir a reforçar o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). O assunto foi proposto pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e está a ser discutido com a Ordem dos Médicos

«O INEM tem apenas três médicos no quadro, que estão no Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU); 40% da atividade do INEM é feita com recurso a tarefeiros, não há um único médico do quadro nas viaturas médicas. É, portanto, uma área em que os médicos sem especialidade podem ser aproveitados», defendeu o secretário-geral do SIM, Jorge Roque da Cunha, em declarações ao Diário de Notícias.

18tm29R
20 de Julho de 2018
1829Pub6f18tm29R

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.12.2018

USF Ilumina dá médico de família a 7200 utentes de S. Domingos de Rana

Foi hoje inaugurada a USF Ilumina, em São Domingos de Rana, numa cerimónia em que participaram o pre...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Nova Lei de Bases da Saúde abre a porta à exclusividade no SNS

A proposta da Lei de Bases da Saúde, aprovada esta quinta-feira no Conselho de Ministros, abre a por...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Enfermeiros pagos para continuar a fazer greve

O movimento de enfermeiros que recolhe fundos para a greve prolongada em blocos operatórios angariou...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

Doenças respiratórias: Madeira tem maior taxa de mortalidade da Europa

O 13.º relatório do Observatório Nacional de Doenças Respiratórias (ONDR) mostra que as doenças resp...

13.12.2018

Marta Temido diz que «não abundam pediatras no país»

 O bastonário da Ordem dos médicos (OM) apelou esta quarta-feira à ministra da Saúde para que resolv...

13.12.2018

 “Grupo dos 44” quer voltar a ser ouvido sobre Lei de Bases da Saúde

Os 44 subscritores dos «Princípios Orientadores da Saúde para uma Lei de Bases da Saúde» querem ser...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.