«Amigos na Demência» chega a Portugal

31.07.2018

Alzheimer Portugal lança campanha para uma mudança social
A Associação Alzheimer Portugal lançou esta segunda-feira, no Dia Internacional da Amizade, a campanha «Amigos na Demência», uma iniciativa integrada no movimento global «Dementia Friends».
O objetivo é aumentar a compreensão sobre a patologia e convidar todos os cidadãos a comprometerem-se ativamente na melhoria do dia a dia das pessoas com demência.

«Combater o desconhecimento e o estigma associados à demência é fundamental, assim como aumentar o nível de consciencialização sobre a patologia em Portugal.
Queremos ajudar os portugueses a compreenderem como é que esta doença afeta as pessoas e contribuir para alterar comportamentos que tornem a sociedade mais amiga das pessoas com demência», salienta José Carreira, presidente da Alzheimer Portugal, num comunicado.

«Esta realidade impele-nos a mudar a forma como pensamos, agimos e falamos sobre a demência e a convidar todos os cidadãos a tornarem-se Amigos na Demência», reforça o responsável.

Desta forma, qualquer pessoa, de qualquer idade, pode ser «Amigo na Demência». Para tal, basta aceder ao site da campanha (www.amigosnademencia.org), registar-se, visionar o vídeo para aprender um pouco mais sobre a demência e, de seguida, comprometer-se com uma ação, preenchendo o formulário de compromisso.

Tatiana Nunes, coordenadora do Departamento de Relações Públicas da Alzheimer Portugal, explica que «ser Amigo é aprender um pouco mais sobre a demência e transformar essa aprendizagem em ação.
Estas ações podem ser tão simples como não usar as expressões “demente” ou “demenciado” quando nos referimos a uma pessoa com demência, consciencializar os nossos familiares e amigos sobre os desafios que as pessoas com demência enfrentam».

A Associação Alzheimer Portugal lançou esta segunda-feira, no Dia Internacional da Amizade, a campanha «Amigos na Demência». O objetivo é aumentar a compreensão sobre a patologia e convidar todos os cidadãos a comprometerem-se ativamente na melhoria do dia a dia das pessoas com demência 

«É importante que se compreenda que apesar de afetar sobretudo as pessoas mais velhas, a demência não faz parte do envelhecimento normal e é causada por alterações do cérebro.
Como qualquer órgão do nosso corpo, o cérebro também pode ser afetado por doenças.
Quanto aos principais sintomas, também é importante frisar que a demência não se resume à perda de memória», destaca por sua vez Catarina Alvarez, psicóloga e coordenadora de Projetos da Alzheimer Portugal.

Esta campanha conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e o apoio de um conjunto alargado de parceiros de referência.

18tm31F
31 de Julho de 2018
1831Pub2f18tm31F

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Número de pessoas que morre sem cuidados paliativos pode duplicar em 2060

 O número de pessoas que morre sem acesso a cuidados paliativos pode duplicar em 2060.<br /> Segund...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Unidades de saúde mental forense não prisionais vão ter equipa clínica mult...

As unidades de saúde mental forense não prisionais vão passar a ter formalmente uma equipa clínica m...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Ordem cria Gabinete Nacional de Apoio ao Médico

Os médicos em burnout podem recorrer, a partir de hoje, dia 24 de maio, a um gabinete de apoio criad...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Palco será dado a quem vive a realidade da dor crónica de perto

O próximo dia 31 de maio será um dia de reflexão, onde o palco será dado a quem vive a realidade da...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

O  ciclo de vida do medicamento explicado aos jovens

O Infarmed produziu um vídeo dirigido aos jovens, onde explica as etapas do ciclo de vida do medicam...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Governo vai impulsionar criação de USF em contextos complexos 

O Governo está determinado a apoiar e impulsionar a criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) em c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.