Botox é eficaz no tratamento da dor pélvica crónica

22.08.2018

Estudo realizado por investigadores da FMUP e do CHSJ
 Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro Hospitalar São João (CHSJ) comprovou a eficácia do uso de botox no tratamento de doentes com dor pélvica crónica (cistite intersticial), uma patologia que afeta uma em cada 200 mulheres portuguesas.

Atendendo às características da doença o tratamento da patologia passa, em alguns casos, pela injeção de botox na bexiga. No entanto, até à data, não havia confirmação se o procedimento era de facto eficaz ou se se tratava de um efeito placebo.

De forma a esclarecer a questão, os investigadores da FMUP e do CHSJ realizaram um estudo clínico que permitiu avaliar de perto a evolução dos sintomas descritos pelos doentes após a administração do fármaco.

«Os resultados foram positivos e os utentes demonstraram uma melhoria significativa face ao grupo de controle», explica num comunicado o coordenador do estudo, Francisco Cruz. De acordo com o diretor do Serviço de Urologia do Centro Hospitalar São João (CHSJ), «o uso de botox tem a vantagem de, ao contrário de outros tratamentos, não ter de ser administrado diariamente».

Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro Hospitalar São João (CHSJ) comprovou a eficácia do uso de botox no tratamento de doentes com dor pélvica crónica (cistite intersticial) 

Segundo o especialista, a longo prazo, «esta patologia reduz drasticamente a qualidade de vida dos pacientes pois, além de um enorme desconforto, desenvolvem uma maior necessidade de urinar».

As causas para o aparecimento da dor pélvica crónica não estão completamente esclarecidas e, por isso, o tratamento passa, frequentemente, por tratamentos analgésicos.

O estudo foi também desenvolvido por Rui Almeida Pinto, docente na FMUP e urologista no CHSJ.

18tm34L
22 de Agosto de 2018
1834Pub4f18tm34L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.10.2018

 Administração do Hospital de Braga garante que Serviço de Obstetrícia é se...

A administração do Hospital de Braga garante, no que diz respeito ao funcionamento do seu Serviço de...

por Elga Freire | 14.10.2018

 Cuidados Paliativos beneficiam doentes crónicos em fases precoces

 Opinião de Elga Freire<br /> <br /> Com o aumento da longevidade, as populações ficam mais envelh...

por Teresa Mendes | 16.10.2018

 Mais 523 milhões de euros para a Saúde em 2019

O Ministério da Saúde vai dispor de mais 523,3 milhões de euros para gastar em 2019, num total de 10...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

 Abertas as candidatura aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biom...

Estão abertas as candidaturas aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biomédica», uma iniciat...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Programa ajuda médicos e população a tomar decisões criteriosas em saúde

 Os profissionais de saúde e a população portuguesa já podem contar com o programa «Choosing Wisely...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Doentes críticos em risco no Hospital Fernando Fonseca 

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para a «situação de carência extrema de médicos no...

por Teresa Mendes | 13.10.2018

Dívida dos hospitais às farmacêuticas atinge o valor mais alto de 2018

A dívida total dos hospitais públicos aos laboratórios farmacêuticos atingiu em agosto o valor mais...

11.10.2018

Primeiros testes rápidos são «marco histórico no combate à epidemia» do VIH

«Continuamos em Portugal a diagnosticar os doentes muito tardiamente», alertou o secretário de Estad...

11.10.2018

Maioria dos portugueses diz que saúde não é uma prioridade para o Governo

Três em cada quatro portugueses consideram que a saúde não é uma prioridade para o Governo, apontand...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.