Vagas desertas de MGF devem-se à falta de aposta na abertura de novas USF

por Teresa Mendes | 03.09.2018

Comunicado da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar
 
Numa tomada de posição, a Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) adverte que o facto de 22% das vagas abertas para a integração de novos especialistas de Medicina Geral e Familiar (MGF) terem ficado desertas se deve à falta de aposta na abertura de novas USF.

«Acreditamos que a ausência de vagas para abertura de novas USF se reflete no retrocesso da Reforma dos cuidados de saúde primários, afetando também a fixação de especialistas de MGF no país», salienta a Associação num comunicado.
Na nota à Imprensa, a USF-AN salienta que desde há muito tempo tem alertado o Ministério da Saúde sobre a importância de abertura de novas USF e evolução das já existentes.

Contudo, critica a Associação, «como confirmamos pelo Despacho n.º 1194-A/2018, que define o número de USF a criar e as que evoluem de modelo organizativo durante o ano de 2018, estes Ministérios da Saúde e Finanças não querem dar a todos os portugueses uma equipa de saúde familiar de qualidade, o que igualmente diminui o número de profissionais com vontade de se fixarem no SNS».

«Acreditamos que a ausência de vagas para abertura de novas USF se reflete no retrocesso da Reforma dos cuidados de saúde primários, afetando também a fixação de especialistas de MGF no país», salienta a USF-AN 

A USF-AN recorda que foram abertas apenas 30 vagas para novas USF, quando existiam já 33 candidaturas na data de publicação do referido despacho, e que se limitou a possibilidade de progressão para modelo B a 20 USF, apesar de haver 67 candidaturas, 27 das quais homologadas pelas respetivas Administrações Regionais de Saúde.

O comunicado pode ser consultado aqui 

18tm36C
03 de Setembro de 2018
1836Pub2f18tm36C

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Número de pessoas que morre sem cuidados paliativos pode duplicar em 2060

 O número de pessoas que morre sem acesso a cuidados paliativos pode duplicar em 2060.<br /> Segund...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Unidades de saúde mental forense não prisionais vão ter equipa clínica mult...

As unidades de saúde mental forense não prisionais vão passar a ter formalmente uma equipa clínica m...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Ordem cria Gabinete Nacional de Apoio ao Médico

Os médicos em burnout podem recorrer, a partir de hoje, dia 24 de maio, a um gabinete de apoio criad...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Palco será dado a quem vive a realidade da dor crónica de perto

O próximo dia 31 de maio será um dia de reflexão, onde o palco será dado a quem vive a realidade da...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

O  ciclo de vida do medicamento explicado aos jovens

O Infarmed produziu um vídeo dirigido aos jovens, onde explica as etapas do ciclo de vida do medicam...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Governo vai impulsionar criação de USF em contextos complexos 

O Governo está determinado a apoiar e impulsionar a criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) em c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.