CE admite restrição da livre circulação para evitar escassez de medicamentos

por Teresa Mendes | 10.09.2018

Prioridade a garantir fornecimento contínuo de fármacos
A Comissão Europeia (CE) admite, pela primeira vez, a restrição da livre circulação de mercadorias como forma de prevenir roturas no stock de medicamentos.

A possibilidade é assumida num paper que clarifica as responsabilidades quanto à obrigação de fornecimento contínuo do mercado do medicamento e as responsabilidades dos titulares e distribuidores neste processo.

«Os Estados-Membros podem tomar medidas para prevenir ou resolver a escassez de medicamentos, restringindo a livre circulação de mercadorias, desde que tais restrições sejam justificáveis, necessárias e tenham como objetivo proteger a vida e a saúde dos seres humanos, prevenindo a ocorrência de escassez de medicamentos», lê-se no documento que contém as posições dos vários Estados membros, entre eles Portugal.

A Comissão Europeia (CE) admite, pela primeira vez, a restrição da livre circulação de mercadorias como forma de prevenir roturas no stock de medicamentos 

A tomada de posição conjunta determina que os titulares dos medicamentos e os distribuidores têm de garantir o fornecimento do mercado, em nome da proteção da saúde pública, e que, em caso de rotura ou falha temporária, «as autoridades competentes dos Estados membros devem ser notificadas com a devida antecedência e receber informação adequada».

O documento está disponível na íntegra aqui 

18tm37A
10 de Setembro de 2018
1837Pub2f18tm37A

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.