Ingestão regular de lacticínios faz bem ao coração

por Teresa Mendes | 17.09.2018

Estudo prospetivo publicado na revista Lancet
Um estudo prospetivo de coorte, que analisou dados de 21 países, revelou que as dietas com níveis mais elevados de consumo de produtos lácteos estão associadas a menores taxas de mortalidade e doenças cardiovasculares.
O trabalho foi publicado na revista Lancet.

Intitulado «Association of dairy intake with cardiovascular disease and mortality in 21 countries from five continents (PURE): a prospective cohort study», o estudo incluiu 136 384 indivíduos, entre os 35 e 70 anos, de 21 países, em cinco continentes.

Um estudo prospetivo de coorte, que analisou dados de 21 países, revelou que as dietas com níveis mais elevados de consumo de produtos lácteos estão associadas a menores taxas de mortalidade e doenças cardiovasculares. O trabalho foi publicado na revista Lancet 

Segundo os autores, uma maior ingestão de produtos lácteos (> 2 porções por dia em comparação com nenhuma ingestão) foi associada a um menor risco da mortalidade geral, doença cardiovascular importante ou acidente vascular cerebral.

As ingestões dietéticas de produtos lácteos foram registadas entre 1 de janeiro de 2003 e 14 de julho de 2018 utilizando questionários de frequência alimentar validados por cada país.
Os lacticínios incluíram leite, iogurte e queijo. Esses alimentos foram ainda agrupados por laticínios integrais e com baixo teor de gordura.

O estudo pode ser lido aqui 

18tm38D
17 de Setembro de 2018
1838Pub2f18tm38D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

12.12.2018

 Infarmed disponibiliza relatório anual sobre estatísticas do medicamento

A Autoridade Nacional do Medicamento divulgou esta terça-feira o seu relatório anual «Estatística do...

por Teresa Mendes | 12.12.2018

Conselho das Finanças Públicas alerta para «restrições efetivas no acesso»...

«Considerando que Portugal possui um sistema nacional de saúde com cobertura automática e integral d...

12.12.2018

Ordem dos Médicos pede «exceção» para operar crianças 

A Ordem dos Médicos (OM) defendeu esta terça-feira, no final de uma reunião com os diretores clínico...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Equipa dedicadas nos serviços de Urgência avançam em 2019

O conceito de Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) será estendido aos serviços de Urgência hos...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar qu...

11.12.2018

 Marta Temido defende reflexão profunda para «sair da fase da estagnação»

Passados dez anos sobre a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP), a ministra da Saúde defende...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.