Ingestão regular de lacticínios faz bem ao coração

por Teresa Mendes | 17.09.2018

Estudo prospetivo publicado na revista Lancet
Um estudo prospetivo de coorte, que analisou dados de 21 países, revelou que as dietas com níveis mais elevados de consumo de produtos lácteos estão associadas a menores taxas de mortalidade e doenças cardiovasculares.
O trabalho foi publicado na revista Lancet.

Intitulado «Association of dairy intake with cardiovascular disease and mortality in 21 countries from five continents (PURE): a prospective cohort study», o estudo incluiu 136 384 indivíduos, entre os 35 e 70 anos, de 21 países, em cinco continentes.

Um estudo prospetivo de coorte, que analisou dados de 21 países, revelou que as dietas com níveis mais elevados de consumo de produtos lácteos estão associadas a menores taxas de mortalidade e doenças cardiovasculares. O trabalho foi publicado na revista Lancet 

Segundo os autores, uma maior ingestão de produtos lácteos (> 2 porções por dia em comparação com nenhuma ingestão) foi associada a um menor risco da mortalidade geral, doença cardiovascular importante ou acidente vascular cerebral.

As ingestões dietéticas de produtos lácteos foram registadas entre 1 de janeiro de 2003 e 14 de julho de 2018 utilizando questionários de frequência alimentar validados por cada país.
Os lacticínios incluíram leite, iogurte e queijo. Esses alimentos foram ainda agrupados por laticínios integrais e com baixo teor de gordura.

O estudo pode ser lido aqui 

18tm38D
17 de Setembro de 2018
1838Pub2f18tm38D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.10.2018

 Administração do Hospital de Braga garante que Serviço de Obstetrícia é se...

A administração do Hospital de Braga garante, no que diz respeito ao funcionamento do seu Serviço de...

por Elga Freire | 14.10.2018

 Cuidados Paliativos beneficiam doentes crónicos em fases precoces

 Opinião de Elga Freire<br /> <br /> Com o aumento da longevidade, as populações ficam mais envelh...

por Teresa Mendes | 16.10.2018

 Mais 523 milhões de euros para a Saúde em 2019

O Ministério da Saúde vai dispor de mais 523,3 milhões de euros para gastar em 2019, num total de 10...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

 Abertas as candidatura aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biom...

Estão abertas as candidaturas aos «Prémios Maratona da Saúde em Investigação Biomédica», uma iniciat...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Programa ajuda médicos e população a tomar decisões criteriosas em saúde

 Os profissionais de saúde e a população portuguesa já podem contar com o programa «Choosing Wisely...

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Doentes críticos em risco no Hospital Fernando Fonseca 

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para a «situação de carência extrema de médicos no...

por Teresa Mendes | 13.10.2018

Dívida dos hospitais às farmacêuticas atinge o valor mais alto de 2018

A dívida total dos hospitais públicos aos laboratórios farmacêuticos atingiu em agosto o valor mais...

11.10.2018

Primeiros testes rápidos são «marco histórico no combate à epidemia» do VIH

«Continuamos em Portugal a diagnosticar os doentes muito tardiamente», alertou o secretário de Estad...

11.10.2018

Maioria dos portugueses diz que saúde não é uma prioridade para o Governo

Três em cada quatro portugueses consideram que a saúde não é uma prioridade para o Governo, apontand...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.