Consequências das alterações climáticas para a Saúde Pública em Portugal

por Teresa Mendes | 19.09.2018

Instituto Ricardo Jorge promove seminário no dia 8 de outubro
O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) promove, no próximo dia 8 de outubro, no seu auditório, em Lisboa, um seminário sobre as consequências para a Saúde Pública das alterações climáticas.

Segundo a Organização das Nações Unidas, os riscos para a saúde relacionados com estas  alterações estão a aumentar em todo o mundo e Portugal não é exceção.

A iniciativa visa criar uma plataforma onde os vários sectores da sociedade possam «contribuir de forma válida para estimular a adoção de medidas eficazes e atempadas que ajudem a minorar o impacto das alterações climáticas na Saúde Pública em Portugal», informa um comunicado do Insa.

Com entrada livre a todos os interessados, o seminário, intitulado «Consequências para a Saúde Pública das alterações climáticas: Ações para mitigar riscos e preparar para novos desafios», contará com a apresentação de Filipe Duarte dos Santos (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa) e comentários de Alexandre Tavares (Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra).

O evento será também transmitido por videoconferência no Centro de Saúde Pública Doutor Gonçalves Ferreira, no Porto.

A iniciativa visa criar uma plataforma onde os vários sectores da sociedade possam «contribuir de forma válida para estimular a adoção de medidas eficazes e atempadas que ajudem a minorar o impacto das alterações climáticas na Saúde Pública em Portugal», salienta o Insa

Esta é mais uma iniciativa do Insa, que tem vindo a promover, ao longo do ano, um ciclo de seminários sobre Ciência e Saúde Pública. 

Estes seminários, segundo o organismo, têm como objetivo «estimular a discussão sobre temas de interesse para as atividades do Insa, para a Ciência e para a Saúde Pública nacional e global, assim como divulgar interna e externamente algum do trabalho desenvolvido, trazendo novas perspetivas, saberes e ideias que possam melhorar as atividades realizadas». 

18tm38L
19 de Setembro de 2018
1838Pub4f18tm38L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Número de pessoas que morre sem cuidados paliativos pode duplicar em 2060

 O número de pessoas que morre sem acesso a cuidados paliativos pode duplicar em 2060.<br /> Segund...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Unidades de saúde mental forense não prisionais vão ter equipa clínica mult...

As unidades de saúde mental forense não prisionais vão passar a ter formalmente uma equipa clínica m...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Ordem cria Gabinete Nacional de Apoio ao Médico

Os médicos em burnout podem recorrer, a partir de hoje, dia 24 de maio, a um gabinete de apoio criad...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

Palco será dado a quem vive a realidade da dor crónica de perto

O próximo dia 31 de maio será um dia de reflexão, onde o palco será dado a quem vive a realidade da...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

O  ciclo de vida do medicamento explicado aos jovens

O Infarmed produziu um vídeo dirigido aos jovens, onde explica as etapas do ciclo de vida do medicam...

por Teresa Mendes | 24.05.2019

 Governo vai impulsionar criação de USF em contextos complexos 

O Governo está determinado a apoiar e impulsionar a criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) em c...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.