Governo autoriza concurso para o Centro Pediátrico do Hospital de São João

por Teresa Mendes | foto de "dR" | 20.09.2018

Despacho assinado pelos ministros das Finanças e da Saúde 
O conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) foi autorizado pelo Governo a lançar o concurso para a conceção e projeto de novas instalações para o Centro Pediátrico.
A luz verde foi dada esta quarta-feira num despacho assinado pelos ministros das Finanças e da Saúde.

Mário Centeno e Adalberto Campos Fernandes reconhecem, no diploma, que o «Centro Pediátrico apresenta, atualmente, algumas limitações arquitetónicas ao nível do edifício do hospital, que levam à dispersão dos serviços e à utilização de estruturas provisórias, reduzindo as condições assistenciais e acarretando elevados custos de manutenção».

Por esse motivo, salienta o despacho, «a realidade descrita justifica a construção de novas instalações para o Centro Pediátrico do CHUSJ, necessárias para garantir a melhoria da eficiência e das condições de conforto e privacidade para as crianças e pais».

O conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário de São João foi autorizado pelo Governo a lançar o concurso para a conceção e projeto de novas instalações para o Centro Pediátrico. A luz verde foi dada num despacho assinado pelos ministros das Finanças e da Saúde

Com esta autorização, o Governo diz estar a dar o «impulso» para que a reivindicação de profissionais, pais e personalidades dos vários quadrantes (incluindo o Presidente da República) seja atendida.

Recorde-se que no passado dia 6, um movimento cívico, intitulado «Pelo Joãozinho», lançou um abaixo-assinado, dizendo ser «tempo de agir», romper o impasse e avançar de imediato com a construção da nova ala pediátrica do São João.

Na apresentação do documento, o porta-voz do movimento, Júlio Roldão, explicou que o que reclamam do Governo são as ações necessárias ao desbloqueamento do processo e ao imediato início das obras.

Recorde-se que há dez anos que o hospital tem um projeto para construir uma ala pediátrica, mas desde então o serviço tem sido prestado em contentores.

O projeto, denominado «Joãozinho», está orçado em cerca de 22 milhões de euros. O hospital tem cerca de 19 milhões de euros depositados numa conta, mas falta luz verde das Finanças para que os possa utilizar.

O despacho pode ser consultado aqui

18tm38M
20 de Setembro de 2018
1838Pub5f18tm38M

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

 SIM acusa Governo de não resolver a «situação crítica» no INML

No dia da abertura do ano judicial o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) deixou um apelou ao Go...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.