Enfermeiros voltam a parar para greve de seis dias em outubro

08.10.2018

Sindicatos unem-se perante a falta de resposta do Governo 
Os enfermeiros vão avançar para uma nova greve, marcada para os dias 10, 11, 16, 17, 18 e 19 de outubro.
Esta foi a resposta de quatro dos sindicatos do setor ao adiamento de mais uma ronda negocial por parte do Ministério da Saúde (MS).
A paralisação termina com uma manifestação em frente à sede do MS, em Lisboa, no dia 19. 

«Após a expressiva adesão à paralisação de setembro e perante a falta de resposta do Governo, decidimos em conjunto avançar para um novo processo de lutas», salienta um comunicado desta quinta-feira, assinado pelo SEP – Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, SERAM – Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira, ASPE – Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros e SINDEPOR – Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal.

No dia 10 a greve vai realizar-se exclusivamente nos blocos operatórios e cirurgia de ambulatório dos hospitais; no dia 11 será em todas as instituições do setor público (hospitais, Aces/DICAD, ULS, IPST, INEM, todas as Instituições do SNS e setor público dos diferentes Ministérios - Saúde, Defesa, Justiça, etc., que tenham enfermeiros ao serviço).

Os enfermeiros vão avançar para uma nova greve, marcada para os dias 10, 11, 16, 17, 18 e 19 de outubro. Esta foi a resposta de quatro dos sindicatos do setor ao adiamento de mais uma ronda negocial por parte do Ministério da Saúde

Já no dia 16 a paralisação será sentida exclusivamente nos blocos operatórios e cirurgia de ambulatório dos hospitais e no dia 17 em todos os serviços dos hospitais, com exceção dos blocos operatórios e cirurgia de ambulatório; no dia 18 será nas Administrações Regionais de Saúde (Aces/centros de saúde e DICAD) e, finalmente, no dia 19 a greve concretiza-se em todas as instituições do setor público, decorrendo igualmente uma manifestação em frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa.

18tm41A
08 de Outubro de 2018
1841Pub2f18tm41A

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

12.12.2018

 Infarmed disponibiliza relatório anual sobre estatísticas do medicamento

A Autoridade Nacional do Medicamento divulgou esta terça-feira o seu relatório anual «Estatística do...

por Teresa Mendes | 12.12.2018

Conselho das Finanças Públicas alerta para «restrições efetivas no acesso»...

«Considerando que Portugal possui um sistema nacional de saúde com cobertura automática e integral d...

12.12.2018

Ordem dos Médicos pede «exceção» para operar crianças 

A Ordem dos Médicos (OM) defendeu esta terça-feira, no final de uma reunião com os diretores clínico...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Equipa dedicadas nos serviços de Urgência avançam em 2019

O conceito de Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) será estendido aos serviços de Urgência hos...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar qu...

11.12.2018

 Marta Temido defende reflexão profunda para «sair da fase da estagnação»

Passados dez anos sobre a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP), a ministra da Saúde defende...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.