IHMT e Fundação Friedrich Ebert organizam o seminário «Municípios e Saúde»

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 09.10.2018

Evento decorre a 17 e 18 de outubro, na Aula Magna do IHMT/NOVA
Numa altura em que um desafio comum a muitos países é o de encontrar o nível adequado para a implementação de políticas e administração da saúde, o Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) e a Fundação Friedrich Ebert organizam o seminário «Municípios e Saúde», a decorrer nos dias 17 e 18 de outubro, na Aula Magna do IHMT/NOVA.
O ministro da Saúde marca presença na sessão de encerramento.

Segundo a organização, o evento pretende atingir quatro objetivos principais: Aprofundar aspetos doutrinais e modelos teóricos associados ao tema dos municípios e a saúde; conhecer e analisar realizações concretas nesta área; avaliar o impacto de um processo de intervenção dos municípios na saúde; e discutir desenvolvimentos futuros deste processo.

Numa nota à Imprensa, é salientado que «muitos países têm descentralizado as competências em matéria de saúde, procurando o equilíbrio de ganhos em saúde, equidade no acesso aos cuidados e eficiência no sistema de saúde».

Contudo, «dada a natureza multidimensional complexa de descentralização, há dificuldades em atribuir os resultados à descentralização, ao contrário de outras características do sistema de saúde», acrescenta o comunicado.

Em Portugal, e embora a descentralização seja encarada como um meio eficaz de melhorar a oferta de serviços e a alocação de recursos de acordo com as necessidades, a verdade é que «na prática, a responsabilidade pelo planeamento, financiamento e gestão do SNS permanece altamente centralizada», adverte a organização do seminário. 

«A participação dos municípios portugueses nas politicas de saúde e na gestão das unidades do SNS é modesta», alertam os organizadores 

Aliás, segundo os organizadores, «a participação dos municípios portugueses nas politicas de saúde e na gestão das unidades do SNS é modesta, destacando-se, na composição do conselho de administração das unidades locais de saúde, a designação de um dos vogais pela Comunidade Intermunicipal, ou pela Área Metropolitana, consoante a localização da ULS, em causa».

Uma das mesas redondas previstas é precisamente sobre «Os Municípios e a Saúde em Portugal - o olhar dos Municípios, dos Doentes e dos Profissionais de Saúde», que conta com a participação de Alfredo Monteiro, vice-presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses e presidente da Assembleia Municipal do Seixal; de Orlando Monteiro da Silva, representante das Ordens Profissionais; e de Isabel Saraiva, vice-presidente da Respira - Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e outra Doenças Respiratórias Crónicas.

A entrada no seminário é livre, mas sujeita a inscrição aqui

O programa está disponível aqui

18tm41F
09 de Outubro de 2018
1841Pub3f18tm41F

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

12.12.2018

 Infarmed disponibiliza relatório anual sobre estatísticas do medicamento

A Autoridade Nacional do Medicamento divulgou esta terça-feira o seu relatório anual «Estatística do...

por Teresa Mendes | 12.12.2018

Conselho das Finanças Públicas alerta para «restrições efetivas no acesso»...

«Considerando que Portugal possui um sistema nacional de saúde com cobertura automática e integral d...

12.12.2018

Ordem dos Médicos pede «exceção» para operar crianças 

A Ordem dos Médicos (OM) defendeu esta terça-feira, no final de uma reunião com os diretores clínico...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Equipa dedicadas nos serviços de Urgência avançam em 2019

O conceito de Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) será estendido aos serviços de Urgência hos...

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar qu...

11.12.2018

 Marta Temido defende reflexão profunda para «sair da fase da estagnação»

Passados dez anos sobre a reforma dos cuidados de saúde primários (CSP), a ministra da Saúde defende...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.