Doentes críticos em risco no Hospital Fernando Fonseca 

por Teresa Mendes | 15.10.2018

Condições da Anestesiologia «ultrapassam os limites de segurança aceitáveis» 
O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para a «situação de carência extrema de médicos no Serviço de Anestesiologia» do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca (HFF), em Amadora-Sintra, salientando que as atuais condições «ultrapassam os limites mínimos de segurança aceitáveis para o tratamento dos doentes críticos».

Num comunicado, o SIM sublinha que a assistência médica na urgência e emergência médica e cirúrgica prestada pelo Serviço de Anestesiologia do hospital «tem sofrido nos últimos anos uma degradação progressiva e grave» devido à «severa delapidação progressiva das equipas médicas de urgência de Anestesiologia», acrescentando que «existem menos de metade do número de médicos anestesiologistas necessários».

O sindicato apresenta os números, informando que no presente mês de outubro, em todos os períodos de urgência de 24 horas, exceto um, «estão apenas escalados dois médicos especialistas para responder a todas as solicitações, nomeadamente a reanimação intra-hospitalar, o bloco operatório, o bloco de partos, o apoio aos meios complementares de diagnóstico e terapêutica urgentes incluindo Via Verde Coronária, técnicas de Pneumologia, TAC e Gastroenterologia e colheita de órgãos».

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para a «situação de carência extrema de médicos no Serviço de Anestesiologia» do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, em Amadora-Sintra, salientando que as atuais condições «ultrapassam os limites mínimos de segurança aceitáveis para o tratamento dos doentes críticos»

Avisando que os médicos «têm vindo a alertar regularmente a administração e a direção clínica para esta situação, de forma verbal e escrita, desde há vários meses sem ter havido até ao momento qualquer resposta válida», o SIM exige da administração do hospital e da tutela a «adoção imediata de medidas» incluindo «a contratação imediata de médicos especialistas».

18tm42D
15 de Outubro de 2018
1842Pub2f18tm42D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Mortalidade infantil subiu 26% em 2018

A mortalidade infantil sofreu uma inversão de tendência e aumentou 26% em 2018, segundo dados provis...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Serviços de Urgência já estão a recusar doentes

Nas últimas semanas, alguns Serviços de Urgência (SU) tiveram que recusar doentes devido à sobrelota...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Alergia da expressão cutânea em debate

Vai decorrer, no próximo dia 23 de fevereiro, no Palácio da Lousã Boutique Hotel, a 6.ª Reunião Temá...

por Teresa Mendes | 22.01.2019

Internamentos por bronquiolites em crianças está a aumentar

A bronquiolite é responsável por dois em cada dez internamentos de crianças com menos de dois anos,...

21.01.2019

Resistência à vacinação entre as 10 maiores ameaças à saúde em 2019

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou um Top 10 dos assuntos mais preocupantes em 2019 e que...

por Teresa Mendes | 21.01.2019

 Candidaturas abertas ao Prémio Nacional de Diabetologia

Estão abertas as candidaturas, até ao próximo dia 1 de fevereiro, ao Prémio Nacional de Diabetologia...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.