Dieta rica em gordura aumenta resistência à ação da insulina

18.10.2018

Estudo desenvolvido pela FMUP e CINTESIS 
Um estudo desenvolvido por investigadoras da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FUMP) e do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde - CINTESIS concluiu que uma dieta rica em gordura aumenta a resistência à ação da insulina, aumentando, dessa forma, o risco associado a pacientes com diabetes tipo 2.

De acordo com as autoras do estudo, apresentado esta quarta-feira na 10.ª edição do Simpósio em Metabolismo, no Porto, «uma dieta rica em gordura pode conduzir a uma alteração da flora intestinal e à forma como esta se relaciona com o metabolismo».

Segundo Eva Lau, endocrinologista do Centro Hospitalar do Porto e investigadora da FMUP, e Cláudia Marques, do CINTESIS/NOVA Medical School, «várias doenças e mecanismos fisiológicos estão diretamente associados à perturbação do equilíbrio da microflora intestinal – também designada como microbiota».

As investigadoras analisaram a forma como uma dieta rica em gordura pode influenciar a microbiota e as consequências que podem surgir dessas alterações, com o objetivo de, no futuro, obterem novas abordagens terapêuticas, tendo concluído que «quando comparadas com dietas regulares, estas podem conduzir a um aumento de reações inflamatórias e, ainda, a uma resistência à ação de insulina, aumentando, assim, o risco associado a pacientes com diabetes tipo 2».

«Trata-se de uma interação complexa que, quando corretamente explorada, nos permitirá moldar a forma como os tratamentos são administrados, especialmente em casos de obesidade e distúrbios metabólicos», explicam as autoras, destacando o facto de vivermos numa era em que se registam «aumentos significativos nos níveis de obesidade e de distúrbios metabólicos».

Um estudo desenvolvido pela FMUP e pelo CINTESIS concluiu que uma dieta rica em gordura aumenta a resistência à ação da insulina, aumentando, dessa forma, o risco associado a pacientes com diabetes tipo 2 

A investigação foi coordenada pela investigadora Conceição Calhau (CINTESIS/NOVA Medical School).

18tm42P
18 de Outubro de 2018
1842Pub5f18tm42P

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.