António Costa mantém ideia de transferir Infarmed para o Porto

por Teresa Mendes | 25.10.2018

Lançamento do concurso para a Pediatria do S. João vai avançar
Num dia dedicado à Saúde, o primeiro-ministro afirmou, esta quarta-feira, embora sem adiantar qualquer data, que o reforço do Orçamento do Estado permitirá «avançar com o lançamento» do concurso para a nova Pediatria oncológica do Hospital de São João. António Costa disse ainda que não desistiu da ideia de transferir o Infarmed para o Porto.

«Como gosto pouco de desistir das minhas ideias, gostaria de dar uma nova oportunidade para que esta minha ideia [de transferir o Infarmed para o Porto] não morresse por si e, pelo contrário, pudesse ser apreciada pela comissão», defendeu o chefe do Estado.

«Se me derem razão fico muito feliz, se não me derem razão, não podemos ter sempre razão», acrescentou o primeiro-ministro, à margem de uma sessão, no Porto, que contou ainda com a presença da ministra da Cultura e onde foi anunciado o estabelecimento de dois protocolos.

Quanto à polémica em torno do lançamento em torno das obras para a construção de uma nova ala pediátrica oncológica do Hospital de São João, o governante assegurou, à margem da inauguração da nova Unidade de Saúde Familiar em Baguim do Monte, Gondomar, onde esteve acompanhado pela ministra da Saúde, Marta Temido, que «graças a este reforço [no Orçamento] vamos poder avançar com o lançamento do concurso».

«Como gosto pouco de desistir das minhas ideias, gostaria de dar uma nova oportunidade para que esta minha ideia [de transferir o Infarmed para o Porto] não morresse por si e, pelo contrário, pudesse ser apreciada pela comissão», defendeu o chefe do Estado

Confrontada com o assunto, Marta Temido disse que não há ainda data para lançar a obra referida por António Costa.

«Não, não tenho data para esse concurso porque não avançarei com datas que não tenho a certeza de poder cumprir e que não estão nas estritas mãos do Ministério da Saúde.
Estão nas mãos de um conjunto de profissionais que estão empenhados em responder o melhor e mais depressa possível às necessidades de longa data do Hospital de São João», afirmou a governante.

Recorde-se que, entretanto, o Governo autorizou no passado dia 19 de setembro a administração do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar o concurso para a conceção e construção das novas instalações do Centro Pediátrico.
Segundo Marta Temido, a nova valência é um «equipamento muito significativo e que precisa de ser muito planeado».

«Estamos todos empenhados em conseguir responder o mais depressa possível às necessidades do São João e às necessidades, concretamente, das crianças e dos pais. É isso que está a ser feito [planear melhor]», garantiu a ministra.

Marta Temido referiu que «há um projeto que está a ser revisto» e que a informação que dispõe é que «o centro hospitalar está com as equipas técnicas a analisar o projeto que já era de alguns anos» sendo que «o trabalho ainda não está completo» e que «muito recentemente o conselho de administração decidiu optar por uma solução que permitiria rever o projeto e imprimir celeridade».

18tm43N
25 de Outubro de 2018
1843Pub5f18tm43N

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.06.2019

Rui Ivo volta a ser presidente do Infarmed

Rui Ivo é nomeado, pela segunda vez, presidente da direção do Infarmed.<br /> A nomeação do Conselh...

por Teresa Mendes | 14.06.2019

 Médicos estão cada vez mais receosos quando têm que denunciar insuficiênci...

Os profissionais de saúde têm «cada vez mais receio» de denunciar situações de insuficiências ou mau...

por Teresa Mendes | 14.06.2019

 IPO Lisboa apela à dádiva de sangue

No âmbito do Dia Mundial do Dador de Sangue, que se celebra esta sexta-feira, dia 14 de junho, o Ser...

14.06.2019

Taxas moderadoras nos centros de saúde com fim à vista

A proposta do Bloco de Esquerda que dita o fim das taxas moderadoras nos centros de saúde vai ser vo...

por Teresa Mendes | 12.06.2019

Médicos com alojamento assegurado para reforço de cuidados de saúde no verã...

 A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve vai assegurar residência aos médicos que queiram...

por Teresa Mendes | 12.06.2019

Argumentos que pretendem proibir PPP na saúde «não são razoáveis»

Numa altura em que foi adiada a votação do artigo sobre as PPP da Lei de Bases da Saúde para o próxi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.