António Costa mantém ideia de transferir Infarmed para o Porto

por Teresa Mendes | 25.10.2018

Lançamento do concurso para a Pediatria do S. João vai avançar
Num dia dedicado à Saúde, o primeiro-ministro afirmou, esta quarta-feira, embora sem adiantar qualquer data, que o reforço do Orçamento do Estado permitirá «avançar com o lançamento» do concurso para a nova Pediatria oncológica do Hospital de São João. António Costa disse ainda que não desistiu da ideia de transferir o Infarmed para o Porto.

«Como gosto pouco de desistir das minhas ideias, gostaria de dar uma nova oportunidade para que esta minha ideia [de transferir o Infarmed para o Porto] não morresse por si e, pelo contrário, pudesse ser apreciada pela comissão», defendeu o chefe do Estado.

«Se me derem razão fico muito feliz, se não me derem razão, não podemos ter sempre razão», acrescentou o primeiro-ministro, à margem de uma sessão, no Porto, que contou ainda com a presença da ministra da Cultura e onde foi anunciado o estabelecimento de dois protocolos.

Quanto à polémica em torno do lançamento em torno das obras para a construção de uma nova ala pediátrica oncológica do Hospital de São João, o governante assegurou, à margem da inauguração da nova Unidade de Saúde Familiar em Baguim do Monte, Gondomar, onde esteve acompanhado pela ministra da Saúde, Marta Temido, que «graças a este reforço [no Orçamento] vamos poder avançar com o lançamento do concurso».

«Como gosto pouco de desistir das minhas ideias, gostaria de dar uma nova oportunidade para que esta minha ideia [de transferir o Infarmed para o Porto] não morresse por si e, pelo contrário, pudesse ser apreciada pela comissão», defendeu o chefe do Estado

Confrontada com o assunto, Marta Temido disse que não há ainda data para lançar a obra referida por António Costa.

«Não, não tenho data para esse concurso porque não avançarei com datas que não tenho a certeza de poder cumprir e que não estão nas estritas mãos do Ministério da Saúde.
Estão nas mãos de um conjunto de profissionais que estão empenhados em responder o melhor e mais depressa possível às necessidades de longa data do Hospital de São João», afirmou a governante.

Recorde-se que, entretanto, o Governo autorizou no passado dia 19 de setembro a administração do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar o concurso para a conceção e construção das novas instalações do Centro Pediátrico.
Segundo Marta Temido, a nova valência é um «equipamento muito significativo e que precisa de ser muito planeado».

«Estamos todos empenhados em conseguir responder o mais depressa possível às necessidades do São João e às necessidades, concretamente, das crianças e dos pais. É isso que está a ser feito [planear melhor]», garantiu a ministra.

Marta Temido referiu que «há um projeto que está a ser revisto» e que a informação que dispõe é que «o centro hospitalar está com as equipas técnicas a analisar o projeto que já era de alguns anos» sendo que «o trabalho ainda não está completo» e que «muito recentemente o conselho de administração decidiu optar por uma solução que permitiria rever o projeto e imprimir celeridade».

18tm43N
25 de Outubro de 2018
1843Pub5f18tm43N

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.