Governo anuncia injeção faseada de 500 milhões para os hospitais EPE

por Teresa Mendes | 29.10.2018

100 milhões em novembro e  400 milhões até ao final do ano 
O Governo aprovou uma verba de 500 milhões para os hospitais EPE pagarem as dívidas em atrasos aos fornecedores, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Saúde, estimando que a dívida baixe para 350 milhões de euros no final de 2108.

Num comunicado, a Tutela adianta que «até à primeira semana de novembro serão pagos 100 milhões de euros» e os restantes 400 milhões de euros serão pagos até ao final do ano».

A nota à Imprensa sublinha que «embora esta verba se destine exclusivamente ao pagamento de dívidas em atraso, a distribuição pelos vários hospitais foi realizada de forma transversal, contemplando também os hospitais com valores de dívida inferiores».

Num comunicado, a Tutela adianta que «até à primeira semana de novembro serão pagos 100 milhões de euros» e os restantes 400 milhões de euros serão pagos até ao final do ano»

O Governo estima que «o valor das dívidas em atraso no Serviço Nacional de Saúde se reduza para 350 milhões de euros no final de dezembro de 2018, não só através desta injeção financeira, mas também na sequência de outras medidas que estão em preparação pelo Ministério das Finanças».

Recorde-se que, no início da semana passada, o presidente da Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos (Apormed), João Gonçalves, alertou para o aumento da dívida aquele setor, tendo apelado para o desbloqueamento dos 500 milhões de euros, que deveria ter ocorrido antes das férias de verão.

18tm44A
29 de Outubro de 2018
1844Pub2f18tm44A

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

19.03.2019

 Consultar o doente pelo telemóvel vai ser uma realidade

Até ao final de junho a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) vai começar a testar uma...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.