Governo anuncia injeção faseada de 500 milhões para os hospitais EPE

por Teresa Mendes | 29.10.2018

100 milhões em novembro e  400 milhões até ao final do ano 
O Governo aprovou uma verba de 500 milhões para os hospitais EPE pagarem as dívidas em atrasos aos fornecedores, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Saúde, estimando que a dívida baixe para 350 milhões de euros no final de 2108.

Num comunicado, a Tutela adianta que «até à primeira semana de novembro serão pagos 100 milhões de euros» e os restantes 400 milhões de euros serão pagos até ao final do ano».

A nota à Imprensa sublinha que «embora esta verba se destine exclusivamente ao pagamento de dívidas em atraso, a distribuição pelos vários hospitais foi realizada de forma transversal, contemplando também os hospitais com valores de dívida inferiores».

Num comunicado, a Tutela adianta que «até à primeira semana de novembro serão pagos 100 milhões de euros» e os restantes 400 milhões de euros serão pagos até ao final do ano»

O Governo estima que «o valor das dívidas em atraso no Serviço Nacional de Saúde se reduza para 350 milhões de euros no final de dezembro de 2018, não só através desta injeção financeira, mas também na sequência de outras medidas que estão em preparação pelo Ministério das Finanças».

Recorde-se que, no início da semana passada, o presidente da Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos (Apormed), João Gonçalves, alertou para o aumento da dívida aquele setor, tendo apelado para o desbloqueamento dos 500 milhões de euros, que deveria ter ocorrido antes das férias de verão.

18tm44A
29 de Outubro de 2018
1844Pub2f18tm44A

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.