Dívida do Estado às farmacêuticas atinge o valor máximo deste ano

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 30.10.2018

Apifarma espera resolução de «problema crónico em Portugal» 
A dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) à Indústria Farmacêutica voltou a crescer e atingiu o valor máximo deste ano.
De acordo com o mais recente relatório da Apifarma, em agosto, esta situou-se nos 949,3 milhões de euros, mais 30,2 milhões do que no mês anterior (mais 3,3%). A dívida vencida também aumentou 3,3%, atingindo os 666,8, mais 21,3 milhões de euros do que em julho.

Estes são dados conhecidos no dia do Congresso da Associação Nacional da Indústria Farmacêutica, que decorre esta terça-feira no Centro de Congressos de Lisboa (FIL à Junqueira), com o tema «Compromisso com as Pessoas. Mais e Melhor Vida».

À TSF, o presidente da Apifarma, João Almeida Lopes, salientou que as dívidas aos laboratórios são «um problema crónico em Portugal» relacionado com o subfinanciamento da saúde pelo Estado, esperando que o Governo avance até ao final de 2018, como tem sido comum noutras alturas, com uma redução deste valor.

A dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) à Indústria Farmacêutica voltou a crescer e atingiu o valor máximo deste ano. De acordo com o mais recente relatório da Apifarma, em agosto, esta situou-se nos 949,3 milhões de euros, mais 30,2 milhões do que no mês anterior (mais 3,3%)

O presidente da Apifarma diz que «os gastos do orçamento público da saúde em Portugal continuam abaixo da média de outros países desenvolvidos».

Aliás, segundo o responsável, para o próximo Orçamento do Estado de 2019 o total das rubricas da saúde até perdeu peso quando comparado com 2018, algo que é «contrário ao que acontece noutros países da OCDE, onde as despesas aumentam fruto do envelhecimento da população e dos medicamentos inovadores».

O relatório da Apifarma está disponível aqui

18tm44E
30 de Outubro de 2018
1844Pub3f18tm44E

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.