Marcelo quer alargamento da vacinação contra o HPV aos homens

06.11.2018

Cerimónia assinalou o 10.º aniversário da vacinação contra o HPV
 
O Presidente da República elogiou a «continuidade institucional» no que respeita à política de vacinação contra o HPV, considerando que cada ministro da Saúde «deu no seu período histórico um contributo inestimável para essa prioridade nacional». Passados dez anos de sucesso, o chefe de Estado quer ver agora a vacinação alargada aos homens.

As declarações foram proferidas esta segunda-feira, numa cerimónia no Museu dos Coches, em Lisboa, que assinalou o 10.º aniversário da vacinação contra o vírus do papiloma humano (HPV).

Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu a todos os que contribuíram para o «sucesso de Portugal» na prevenção do HPV nestes 10 anos e sublinhou que «dizem especialistas que talvez faça sentido alargar o rastreio e a vacinação aos homens, e fazê-lo rapidamente».

De acordo com o Presidente da República, este poderá ser «o grande desafio» a enfrentar a partir deste momento. «Pergunto-me se não será hora de pensarmos numa outra fase.

E essa outra fase tem a ver com a noção que temos hoje de que este problema não é só um problema de mulheres, é também um problema de homens, e com um âmbito etário que é um pouco mais vasto do que aquele que se tinha pensado», observou.

O Presidente da República elogiou a «continuidade institucional» no que respeita à política de vacinação contra o HPV, considerando que passados dez anos de sucesso, esta deveria ser alargada aos homens

Além da continuidade institucional, o Presidente da República considerou que existe outra razão para o «sucesso» na prevenção do HPV, uma «revolução cultural, uma mudança cultural» que aconteceu em Portugal: «O que era inesperado, surpreendente e estranho há umas décadas passou a ser assumido como uma realidade natural».

O eventual alargamento do rastreio e da vacinação aos homens implicará, «uma nova revolução cultural, habituados que se encontram a considerar ser um problema das mulheres, e não da sociedade como um todo envolvendo os próprios homens», afirmou.

18tm45E
06 de Novembro de 2018
1845Pub3f18tm45E

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.