Permanecem «grandes lacunas no acesso a medicamentos essenciais»

por Teresa Mendes | 12.11.2018

Infarmed organiza conferência Internacional 
A procura de soluções para o equilíbrio entre o acesso aos medicamentos inovadores, a segurança do tratamento e a estabilidade financeira são assuntos que vão estar em discussão numa conferência internacional, promovida pelo Infarmed, que junta, nos próximos dias 29 e 30, em Lisboa, especialistas de vários países europeus.

«Medicines - Facing the Challenges: Equity, Sustainability and Access» é o tema da conferência, que decorre no âmbito das celebrações do 25.º aniversário do Infarmed.

Esta iniciativa, que conta com colaboração com a Organização Mundial da Saúde Europa, tem como objetivo «a partilha de experiências entre parceiros e países sobre novas formas de colaboração, incluindo a colaboração transfronteiriça, tendo em vista o contínuo acesso a medicamentos», salienta a Autoridade Nacional do Medicamento numa nota publicada no seu site.

O acesso a medicamentos é um pilar central da cobertura universal de saúde e um dos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas.

No entanto, destaca a nota à Imprensa, «grandes lacunas no acesso a medicamentos essenciais permanecem em países em vias de desenvolvimento e mesmo os países desenvolvidos encontram crescentes desafios em garantir, de forma sustentável, o acesso a medicamentos inovadores para doenças como cancro, hepatite C e doenças raras».

A procura de soluções para o equilíbrio entre o acesso aos medicamentos inovadores, a segurança do tratamento e a estabilidade financeira são assuntos que vão estar em discussão numa conferência internacional, promovida pelo Infarmed, que junta, nos próximos dias 29 e 30, em Lisboa, especialistas de vários países europeus 

Para melhorar o acesso e aumentar a introdução de novos medicamentos no mercado, «os governos de vários países estão ativamente empenhados num objetivo de colaboração, nomeadamente através de partilha de informação via Horizon Scanning, Avaliação de Tecnologias de Saúde, negociação de preços e aquisição conjunta», salienta ainda a organização do evento.

Mais informações sobre o programa e participação podem ser consultadas aqui

18tm46B
12 de Novembro de 2018
1846Pub2f18tm46B

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.