APDP desafia DGS a retomar formação nas escolas

foto de "DR" | 13.11.2018

Objetivo é garantir uma boa integração das crianças
Na véspera do Dia Mundial da Diabetes, que se assinala amanhã, dia 14 de novembro, a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) lançou um desafio à Direção-Geral da Saúde (DGS) para que esta retome o programa de formação nas escolas sobre a diabetes de forma a garantir uma boa integração das crianças.

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação, José Manuel Boavida, lembrou que durante anos a APDP teve o apoio da DGS para «poder ir às escolas fazer formação sempre que aparecia uma criança com diabetes e, juntamente com os pais, tentar que os professores e os colegas percebessem o que é a doença».

O endocrinologista defendeu que estas crianças «devem ser integradas» e, «como qualquer outra criança, queremos que façam absolutamente tudo».

Contudo, «devem estar conscientes para a existência de alguns e precaver para que nada ocorra, como normalmente não ocorre», sublinhou.

Na sua opinião, o programa da DGS poderia «ajudar muito a ultrapassar» esta situação «se equipas de profissionais pudessem ir às escolas desmitificar toda a complexidade do tratamento» da diabetes tipo 1, uma doença que atingia, em 2015, 3327 crianças e jovens portugueses, segundo dados do último relatório do Observatório Nacional da Diabetes.

Na véspera do Dia Mundial da Diabetes, que se assinala amanhã, dia 14 de novembro, a APDP lançou um desafio à DGS para que esta retome o programa de formação nas escolas sobre a diabetes de forma a garantir uma boa integração das crianças 

«É muito mais uma questão de dar confiança aos professores e às escolas do que qualquer outra situação, pois não são precisos apoios especiais», reforçou o presidente da APDP.

«Tal como damos uma mão a qualquer pessoa que cai também podemos dar um pacote de açúcar que essa pessoa deve trazer no bolso», disse, defendendo que «o que é preciso é clarificar, esclarecer e criar condições de maior segurança nas escolas» para estas crianças.

Para assinalar o Dia Mundial da Diabetes, a APDP realiza esta quarta-feira, pelas 17h30, na Sala de Arquivo dos Paços do Concelho de Lisboa, a conferência «Diabetes e Família», numa parceria com a Câmara Municipal de Lisboa (CML). 

A efeméride será, ainda, assinalada com uma ação de avaliação do risco de diabetes, que decorre na CML, em Entrecampos, entre as 09h00 e as 17h00.

Trata-se de uma ação aberta a toda a população que pretende aferir, através de um questionário médico, o risco de vir a desenvolver diabetes no futuro.

Já no dia 17 de novembro (sábado) irá realizar-se uma caminhada noturna pelo miradouro do Torel, a partir das 17h30, com partida e chegada à Praça do Município, terminando com a formação do círculo azul da diabetes.
 
18tm46H
13 de Novembro de 2018
1846Pub3f18tm46H

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

19.03.2019

 Consultar o doente pelo telemóvel vai ser uma realidade

Até ao final de junho a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) vai começar a testar uma...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.