Tonic App conquista lugar cimeiro na Medica 2018

por Teresa Mendes | 19.11.2018

Aplicação portuguesa é a segunda melhor do mundo 
A startup portuguesa Tonic App, que desenvolveu a aplicação com o mesmo nome, ficou em segundo lugar na competição que distingue as melhores aplicações móveis na MEDICA 2018, a maior feira de saúde do mundo, que decorreu de 12 a 15 de novembro, em Düsseldorf, Alemanha.

Criada há menos de dois anos, a ferramenta é usada por mais de 17% dos médicos em Portugal.

A app portuguesa tem como objetivo ajudar os médicos a diagnosticar e a tratar os doentes através de uma série de ferramentas, bem como a promoção do diálogo interpares, nomeadamente no caso de diagnósticos mais complicados, numa plataforma segura de discussão de casos.

A startup portuguesa Tonic App, que desenvolveu a aplicação com o mesmo nome, ficou em segundo lugar na competição que distingue as melhores aplicações móveis na Medica 2018, a maior feira de saúde do mundo 

O prémio foi atribuído por um júri que juntou especialistas internacionais da Alemanha, China, Eslovénia, França, Índia e Quénia, tendo o grande vencedor sido a FibriCheck.

«O sucesso tão rápido em Portugal junto da comunidade médica fez-nos decidir que é o momento de internacionalizar. Orgulho-me de comunicar que a Tonic App já está disponível no Reino Unido, França e Espanha, três dos cinco mercados mais importantes na área da saúde na Europa», disse à Lusa Daniela Seixas, médica e CEO da Tonic App.

Além da plataforma já lançada, a empresa está a preparar novidades: a próxima é um motor de busca específico para congressos médicos.

«A aplicação disponibiliza orientações, emprego médico, recursos educativos e formativos e acesso às melhores publicações de editores», descreve ainda a responsável, assegurando o rigor científico dos conteúdos: «Temos um departamento científico que serve de curadoria a tudo o que entra, para que os médicos tenham a garantia de conteúdos fidedignos, com todas as bibliografias.»

Com apenas sete funcionários, a empresa está neste momento à procura de investimento estrangeiro, tendo em vista a expansão no mercado europeu e, a médio prazo, a entrada no mercado norte-americano.

«A ideia é crescermos primeiro em número de utilizadores médicos, adaptando a aplicação para estes mercados com as suas especificidades, com um trabalho feito junto dessas comunidades médicas.
Queremos tornar a Tonic App na aplicação de todos os médico», sublinhou Daniela Seixas.

Vídeo explicativo da App disponível aqui

Disponível em https://www.tonicapp.com/

18tm47D
19 de Novembro de 2018
1847Pub2f18tm47D

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.