Médicos aposentam-se, mas permanecem no mesmo posto de trabalho

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 21.11.2018

SMZC alerta que regime de exceção não segue regras
Vinte e cinco dos 29 médicos contratados para a região Centro, ao abrigo do regime de contratação excecional de médicos aposentados, ocupam o mesmo posto de trabalho que ocupavam antes da sua aposentação, e nenhum deles veio a ocupar uma vaga identificada como geograficamente carenciada, alerta o Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC).

Salientando que «estes são postos de trabalho que ficam indisponíveis para a integração de recém-especialistas», o sindicato considera, num comunicado, que «a política de recursos humanos de “navegação à vista” seguida pelos sucessivos governos, está a acentuar a iniquidade na distribuição de vagas/postos de trabalho um pouco por todo o país».

Vinte e cinco dos 29 médicos contratados para a região Centro, ao abrigo do regime de contratação excecional de médicos aposentados, ocupam o mesmo posto de trabalho que ocupavam antes da sua aposentação, e nenhum deles veio a ocupar uma vaga identificada como geograficamente carenciada

Para ao SMZC «o regime de contratação de médicos aposentados, além de constituir um enorme encargo para os cofres públicos e de corresponder a uma política de “tapa-buracos” nos recursos humanos médicos do SNS, está a impedir que algumas das mais apetecíveis vagas existentes nas diversas unidades de saúde dos vários Aces da Região Centro sejam ocupadas sejam ocupadas por colegas que se encontram já integrados na carreira de MGF no SNS ou por recém-especialistas, assim se impedindo um planeamento adequado a médio-longo prazo na prestação de cuidados de saúde e na gestão efetiva e eficiente dos recursos humanos médicos no SNS».

O comunicado está disponível na íntegra aqui  

18tm47K
21 de Novembro de 2018
1847Pub4f18tm47K

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 1.ª Edição Hot Topics em Hepatologia

Vai decorrer, no dia 11 de outubro, na Ordem dos Médicos, em Vila Real, a 1.ª edição dos Hot Topics...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Pela primeira vez em seis meses, a dívida à Indústria Farmacêutica diminuiu

Pela primeira vez em seis meses, o valor da dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Ordem celebra 80 anos com coleção de fac-similadas de autores médicos

 A Ordem dos Médicos (OM) convida todos os profissionais a vir conhecer, na próxima segunda-feira, d...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Literacia em Saúde: DGS lança Manual para capacitação dos profissionais

No âmbito do Plano de Ação para a Literacia em Saúde 2019/2012, a Direção-Geral da Saúde (DGS) lanço...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

 Demitem-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta

Demitiram-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, segundo a Socie...

por Teresa Mendes | 12.09.2019

 SPP recomenda aos médicos que reportem os casos suspeitos em Portugal

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) recomenda aos médicos que passem a comunicar os casos de...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.